Leandro Lo vence em Sertãozinho; Miyao perde no absoluto

Share it

Faixa-preta há menos de dois anos, Leandro venceu o World Pro em Abu Dhabi. Foto: Luca Atalla.

Faixa-preta de Cícero Costha, Leandro Lo, de São Paulo, vem colecionando uma vitória atrás da outra este ano. No domingo, em Sertãozinho, SP, ele faturou a categoria absoluto na 2ª Copa Sertão Kamikaze de Jiu-Jitsu, que bateu seu recorde de participação, com 834 inscrições e 32 equipes. Foram quatro combates, três deles vencidos por finalização. Na decisão, contra Evandro Nunes (Ryan Gracie/Márcio Barão), de Ribeirão Preto, a vitória veio com um estrangulamento pelas costas, aos três minutos.

“Estou muito feliz por tudo que vem acontecendo. Hoje também foi um dia especial, pois nunca tinha disputado a Kamikaze, campeonato de altíssimo nível, com adversários duros. Na próxima edição, quero estar aqui de novo”, afirmou o campeão, que faturou mil reais pelo título.

Sem a presença do irmão João Ricardo, Paulo Miyao (Cícero Costha), uma das grandes atrações da Copa Kamikaze, conquistou o título na categoria pena e foi para o absoluto da faixa-roxa como favorito, mas caiu na semifinal, por decisão do árbitro, quando enfrentou Rafael Parmesão Naves (Núcleo Ribeirão), cerca de 12kg mais pesado que Miyao.

“Treinei com os irmãos Miyao em São Paulo, fui amassado e nem acredito que ganhei hoje”, disse Rafael. Paulo saiu do tatame e não conteve o choro. Foi cercado por amigos e admiradores, que reafirmaram o que o público comenta em todos os ginásios. “Esse menino e o irmão são os maiores exemplos de amor ao Jiu-Jitsu. Nunca vi demonstração mais bonita do que essa”, disse o vendedor Paulo Rodrigues, que assistia à luta.

Depois de alguns minutos, Paulo Miyao conversou com o jornalista João Augusto, assessor de imprensa do evento, e explicou e emoção incontida. “Eu luto com o coração, minha razão de ser está aqui. Não foi por ter perdido. Mas porque luto sempre para me superar. E é por isso que eu nunca vou deixar de me emocionar com o esporte”, desabafou. Na decisão, Rafael fechou com Maurício Floripa Antunes (Núcleo), que finalizou suas quatro lutas.

Esta foi a sétima edição da Copa Kamikaze, com cinco etapas realizadas em Ribeirão Preto (SP). Com premiação em dinheiro, a Kamikaze já distribuiu mais de R$ 20 mil e reuniu cerca de 4 mil atletas.

Ler matéria completa Read more
There are 6 comments for this article
  1. Dio TB at 3:55 pm

    Evandro Nunes será campeão mundial em breve. 1 ano de faixa marrom e já é o segundo kamikaze que chega a final no absoluto de preta e marrom.

  2. Katetorp at 1:49 am

    Legal o Paulo Miyao , cara humilde. Perdeu, perdeu. O ruim, é o entrevistardor que ficou colocando “detalhes extras” do Rafael que pesa 12 kilos a mais. Isso é o esporte, a derrota faz parte. Ex. o Leandro Lo que ganhou do cra de 200 kilos, legal, se tivesse perdido e sido amassado ai falariam: Ah, também o xcara tinha 200 kilos. Temos que ter mais humildade e respeito com os atletas

  3. Alexandrejesus18 at 8:55 pm

    os irmaos miyoo sao de mais desda faixa azul mano todo mundo perde ate o roger gracie perdeu ja mais de 3 vezes porque um muleke faixa roxa nao perde

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *