Com elegância, Anderson responde a Sonnen

Share it

Conferimos de perto no CT dos irmãos Nogueira o trabalho de Anderson Silva para enfrentar o japonês Yushin Okami, luta que acontece no dia 27 de agosto, no UFC Rio.

Ao lado de feras como Erick Silva – que também vai estar em ação no Rio -, Rafael Feijão e Paulo Bananada, o Aranha fez sparring sob as instruções de Josuel Distak e Ramon Lemos.

Ao final, nem secou o suor para falar com a equipe do GRACIEMAG.com, conversa que seguiu numa simpática carona rumo à Barra da Tijuca. Confira nosso bate-papo com a fera, em que comenta as novidades e responde às declarações polêmicas do último adversário que derrotou, Chael Sonnen. Também não perca a galeria de fotos exclusiva!

Aranha trabalha o Jiu-Jitsu. Foto: Carlos Ozório.

Qual a importância de o UFC voltar ao Brasil depois de dez anos?

O MMA está crescendo muito e ganhando o seu espaço. Temos que trabalhar cada vez mais sério para que o esporte continue assim. A vinda do UFC para cá é muito importante para as grandes empresas e patrocinadores observarem e acreditarem nesse esporte.

Você é agenciado pelo ex-jogador Ronaldo e representa o Corinthians dentro do octagon. Acredita que o MMA pode ter no Brasil tantos fãs quanto o futebol?

A aproximação com o futebol… No futebol são outros parâmetros e números. Tenho amigos dentro do futebol e com a convivência com eles percebo que é algo totalmente diferente em vários aspectos, mas espero que chegue perto. Nos Estados Unidos, o UFC consegue bater o futebol americano, que é o maior evento esportivo lá. Temos que tentar fazer próximo disso aqui. Bater o futebol é impossível, mas se chegarmos perto e termos o reconhecimento parecido já é ótimo.

Você sempre admitiu torcer para o Corinthians, tentou até ser jogador. Como se sente sendo um representante do Timão nas lutas?

Nasci em São Paulo, fui para Curitiba com 4 anos, mas sou corintiano desde criança. A vida é engraçada. Morei um ano em São Paulo com meu pai e fui ao Corinthians fazer um teste para ser jogador. Acabou que deu tudo errado, não passei no teste, mas fiquei treinando boxe com o professor Vitor Ribeiro no próprio Corinthians. Sou abençoado, pois agora houve essa aproximação, conheci o Ronaldo e tenho essa relação com o clube juntamente com a 9ine. Graças a Deus está dando certo e estamos colhendo grandes frutos. A minha grande frustração sempre foi não ter sido jogador de futebol e agora consigo representar o Corinthians de uma outra maneira. Isso é muito gratificante.

Você rompeu barreiras, está em evidência nos meios de comunicação de massa e cumpre uma agenda lotada de compromissos. Isso pode atrapalhar nos treinamentos?

Tentamos fazer um balanceamento dos compromissos com o trabalho profissional dentro da luta e está dando certo. Trabalho com pessoas super profissionais e conseguimos botar tudo em ordem, sempre em conjunto. Está sendo legal, cara. Acho que esse negócio de quebrar barreiras em relação às lutas em outros seguimentos já vem sendo feito há bastante tempo. Temos o exemplo do mestre Rickson (Gracie) e de outros lutadores. Apenas tento manter isso, continuar o trabalho de levar nosso esporte aonde ele deveria estar.

Sente mais responsabilidade por lutar no Brasil no próximo compromisso?

Estou bem tranquilo, relaxado. Sigo treinando e focado. Não me sinto pressionado, até porque sempre cresci nesse tipo de situação e fui treinado para isso: suportar qualquer tipo de pressão em qualquer situação. Claro, às vezes é um pouco difícil, mas consigo me focar e trabalhar em cima dos meus objetivos e metas. O mestre Pedro Rizzo acabou de chegar da Holanda, então é uma energia a mais. Está tudo ótimo.

Seu último adversário, Chael Sonnen, deu recentemente declarações que ridicularizavam você, os lutadores brasileiros e o povo brasileiro. Tem algo a dizer sobre isso?

Cara, o que posso falar dele? Nós todos, como brasileiros, ficamos chateados com as atitudes dele. Respeitamos os americanos, japoneses, respeitamos todo mundo. Temos uma tradição dentro desse esporte, de muitos anos, e é triste ver pessoas que não respeitam isso. Mas se não respeitam de um jeito, o farão de outro. Mostramos a nossa hegemonia, a nossa força e a nossa garra de outra forma. Infelizmente, há pessoas que vivem em países de primeiro mundo mas não são tão evoluídas assim. Temos que mostrar a nossa inteligência, absorver as coisas boas e filtrar as ruins.

[flickr set=72157627149160834]

Ler matéria completa Read more
There are 20 comments for this article
  1. lazzinho lustosa at 12:37 pm

    gostei spider de sua entrevista mais adoraria ver um brasileiro calar a boca daquele zé ninguem da luta sonnen tapar a boca com um soco ou uma canelada.

  2. Jefferson at 8:06 pm

    Não sei pq a midia da tanto destaque pro Sonnen deixa ele falar , td mundo sabe q ele só fala m… e é um nada no MMA muita boa a resposta do Aranha!

  3. Viniciuslsouza78 at 4:37 am

    Acho que caso ele aparecer aqui pro ufc rio ele merece um sacode pra poder respeitar os outro, e além do mais quem esse zé ganhou? Vai se lascá gringo.

  4. Rodolfo at 6:31 am

    Será que foi o Anderson mesmo que deu essa resposta ou teve uma ajudinha do reporter para ter um tom de intelectualidade?

    • Anônimo at 12:38 pm

      Foi a resposta dele Rodolfo. Não estamos aqui para fazer média com ninguém, tanto que já publicamos outras declarações do mesmo lutador que foram mais polêmicas. Abraço!

  5. Lucas at 2:33 am

    Anderson Silva nao derruba só com soco e chute… derrubou com as palavras! é uma honra ter ele representando aos brasileiros!

  6. Fsclsaddi at 8:20 pm

    AS que vc seja destroçado no Brasil… Quem vc pensa que é para falar em respeito dentro do mundo da luta, fazendo o papelão que fez contra o Demian.
    Sou contra você e contra o Corintians.

  7. Yury Andrade at 3:44 pm

    Um homem de verdade ñ se faz so com palavras AS,vc falou bonito ,mas,são meras palavras,vc mesmo éo 1° a desrespeitar seus oponentes…Sábio éo homem q aprende oq ensina…

    • Ed_ at 3:33 am

      Se não chegou, chegará em breve, para o UFC Rio. E aí, que vai você pretende fazer? Na real, nem sei como dão visto a esse sujeito…

  8. Dirceu 2007 at 11:02 pm

    O sonnen lutou bem contra o Andreson, mas perdeu, quem não tem historia, conta historia. O Anderson não precisa provar nada, é só acompanhar a tragetoria dele.
    Tem gente que chega agora, ta vendo MMA agora, não sabe o que ja rolou nesses anos todos, e quer chegar sentar na janela e ainda criticar aqueles que estão fazendo muito para o esporte.
    Quem não luta, não coloca a cara pra bater no ringue, não treina duro, deve ficar quieto.
    Faz um favor aqueles que criticam o Anderson, da uma procurada na net, e vê o quanto duro esse cara treina, da uma olhada em tudo que ele já passou nos ringues, ele não ta chegando agora, ele tá na praia faz tempo gente, e mandando bem.
    Vamos respeitar o trabalho de todos, porque todos merecem respeito, menos o sonnen.kkkkkkkkkkkk

    • Ed_ at 3:34 am

      Chael Sonnen lutou dopado, Anderson com a costela trincada. Sonnen perdeu e ainda foi suspenso. Sem essa, meu amigo… Fora isso, aplaudo o que você escreveu!

  9. Dante_1980 at 8:31 pm

    se eu morase no rio ia pessoalmente dar um pau nesse sonem, palhaco perdedor, tomara que os cariocas detonem esse bosta falastrao!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *