José Aldo não apenas defende, também ataca pescoços

Share it

Aldo faz a foto da capa com Gustavo Aragão. Foto: Carlos Ozório.

Personagem de capa na GRACIEMAG #172, em todas as bancas, José Aldo não deixa o Jiu-Jitsu de lado. Apesar de ser conhecido mais pelos nocautes, o faixa-preta tem sempre um cuidado especial.

“A especialidade da casa tem que estar sempre afiada. Não posso dar mole no chão, na modalidade de onde venho. Depois das minhas lutas, por exemplo, não paro. Visto o kimono e treino com a rapaziada”, diz o campeão peso pena do UFC.

E, quando surgir uma nova finalização do lutador no octagon, como vai ser?

“Gosto muito de uns ataques no pescoço. Tem uma espécie de guilhotina que aplico quando o adversário está de quatro apoios, ela é meio de lado, numa puxada para a guarda na hora de apertar. É uma das minhas técnicas prediletas”, conta Aldo.

Na GRACIEMAG #172, o lutador também fala sobre estrangulamentos, mas em como defendê-los. Garanta logo a sua, e assine as próximas edições aqui.

Ler matéria completa Read more
There is 1 comment for this article
  1. Robson Varzem at 4:29 pm

    Essa edição está fabulosa!
    Como já dizia o Grande-Mestre Hélio Gracie; Não tem grandão que resista a um estrangulamento bem arrochado.

    Força campeão! Estamos torcendo por você!
    Oss

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *