José Aldo: “Competir no Jiu-Jitsu é bom para o MMA”

Share it

Aldo com o cinturão do UFC. Foto: Divulgação.

Ele é conhecido mundialmente pela trocação e nocautes, mas, muito antes disso, José Aldo, atual campeão peso pena do UFC e considerado pela GRACIEMAG o melhor lutador de MMA em 2010, se destacava nas competições de Jiu-Jitsu.

Longe dos eventos de kimono, o faixa-preta observa o fato de muitas feras do vale-tudo voltarem competir na arte suave. André Galvão e Rafael dos Anjos são alguns dos que se testaram nesta temporada e, no Mundial 2011, estão inscritos lutadores do UFC e Strikeforce como Nate Diaz, Ben Henderson e Cris Cyborg.

“Só tem a ajudar. É um ritmo de luta e dá adrenalina, uma boa no espaço entre um desafio e outro de vale-tudo. No meu início no MMA fazia isso, lutava os dois. É uma boa arte que vai ajudar no MMA. Hoje prefiro me dedicar somente ao UFC, mas não acho ruim a opção de alguns em também lutar Jiu-Jitsu”, diz.

“Não é mentira, toda vez que vou a um campeonato de Jiu-Jitsu me dá muita vontade de lutar. Mas é difícil. Para lutar MMA em alto rendimento tenho que me dedicar em várias coisas. Para competir hoje no Jiu-Jitsu, em condições de vencer, teria de treinar com pano como fazia antigamente, de manhã, de tarde e de noite”, completa a fera.

Ler matéria completa Read more
There are 2 comments for this article

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *