Após vencer GP do Bellator, Pitbull quer revanche

Share it

Pitbull finaliza. Foto: Bellator

É hora de revanche para Patrício “Pitbull” Freire. Após derrotar Daniel Straus no Bellator do último sábado (21), “Pitbull” sagrou-se campeão do GP dos pesos penas e garantiu a chance de tomar o cinturão em uma sonhada revanche contra o americano Joe Warren, responsável pela única derrota de sua carreira. Aos 23 anos, o motivado Patricio não esconde a vontade limpar a única “mancha” em seu cartel de 17 vitórias.

“Eu quero o cinturão a qualquer custo e vai ter um gosto mais especial ainda”, disse o brasileiro. “Será um sonho duplamente realizado vingar minha única derrota e ao mesmo tempo ser campeão.”

No caminho até a final do GP dos pesos penas do Bellator, Patrício derrubou Wilson Reis e Georgi Karakhanyan com um nocaute e  um nocaute técnico, respectivamente. Na final, contra Daniel Straus, o brasileiro levou a decisão unânime dos juízes. Estratégico, Pitbull optou por um combate cauteloso, com muita movimentação e momentos de explosão, deixando pouco espaço para erros.

“Ele (Straus) é bem estratégico, gosta de lutar os 15 minutos, ir pontuando e levar a luta até o fim”, comentou. “Eu não me afobei porque ele tem boa forma física, consegue lutar bem do começo ao fim. Tomei essa cautela para levar o titulo e não deixar espaço para erros.”

Patrício lutou uma semana depois do irmão Patricky “Pitbull” Freire, que perdeu para Michael Chandler em um duelo de leves. A derrota do irmão, assim como sua própria derrota na primeira luta contra Warren, ensinaram algumas lições para o brasileiro, que se diz cada vez mais familiarizado com o estilo americano de lutar.

“Nós prezamos desafios assim, caras com um game mais ‘chato’ para superar a cada dia”, declarou. “Os americanos têm uma coisa boa: às vezes são tecnicamente inferiores, mas têm preparação física anormal. Nós agora estamos trabalhando nisso para ter o mesmo rendimento.”

Pitbull revelou que pode lutar no dia 23 de julho, no Bellator 50, ou no início de agosto. O pouco tempo de intervalo até a revanche, para o atleta, é bem-vindo. “É até bom que não demore muito, para que eu possa manter o ritmo”, declarou.

Após um breve período em Natal, onde vai descansar, Pitbul segue para o Rio para treinar por 10 dias no CT dos irmãos Nogueira. Depois, segue para a Black House, em San Diego, onde vem treinando. Feliz no Bellator, Patricio é só elogios para a organização.

“A cada evento, o Bellator consegue se superar. A estrutura não deixa nada a desejar a outros grandes eventos, eles são super profissionais e a produção é fantástica”, elogiou. “Nos outros campeonatos, o lutador que fizer lutas bonitas ou contra caras famosos consegue uma chance de título. No Bellator, não é assim. É uma competição normal, na qual você precisa se classificar, passar pelas quartas, semifinais e só assim ter direito a disputar o título. Assim é mais correto, ninguém fura fila”, concluiu.

Ler matéria completa Read more

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *