Confirme quem pega quem nas finais do Brasileiro 2011

Share it

Langhi (de branco) em ação no Tijuca em 2010. Foto: Gustavo Aragão.

O Brasileiro de Jiu-Jitsu tem sido recentemente um belo teste final para o Mundial 2011, além da glória que o título proporciona. Com o nível cada vez mais alto, os lutadores em ação neste domingo, no último dia do evento, não decepcionaram.

Nas finais, muitos campeões mundiais presentes – e o primeiro faixa-preta campeão brasileiro de 2011, que veio da Austrália.

Trata-se do peso pesadíssimo Michael Wilson (Peter deBeen), que ficou com o ouro após vencer a semifinal contra Mario Neto (Nova União). Ocorreu que, do outro lado das chaves, Luiz Big Mac e Bruno Mathias foram desclassificados por luta amarrada. Os dois ficaram com o bronze.

O peso pesado também parece definido. A dupla da CheckMat Antônio Carlos “Cara de Sapato” e Paulo Tarcísio Jardim fecharam o peso.

No peso galo, Bruno Malfacine manteve a baliza lá no alto, ao garantir seu lugar nas finais, que começam a partir das 17h. Seu oponente será Felipinho Costa (Brasa), que passou por Pablo Teixeira (Brazilian Fight) e Igor Rodrigues (CheckMat).

“Felipinho e eu já nos conhecemos há muito tempo, sabemos o jogo do outro de cor e salteado. Vai vencer quem se preparou melhor”, disse Bruninho, antes de ir almoçar uma massinha leve.

O galinho da Alliance passou para a final após vencer Elvis Deyvid (GFTeam): raspou, pegou as costas e estrangulou.

No peso pluma, Ary Farias (Atos) busca seu primeiro Brasileiro de Jiu-Jitsu como faixa-preta, e está na briga contra Gabriel Moraes, campeão mundial em 2004.

No pena, a fera de Campinas Bruno Frazatto (Atos) está em mais uma final, contra o bom Leonardo Cascão. Quem vence? Saberemos mais tarde.

O peso leve viu duas das melhores lutas do evento até agora. Na primeira semifinal, Leandrinho “Lo” Pereira raspou Augusto Tanquinho duas vezes, em luta duríssima, para chegar à final. Do outro lado, o bicampeão mundial Michael Langhi passou por Davi Ramos em luta eletrizante, onde Michael enfrentou dificuldades, até botar o trem nos trilhos e abrir 4 a 0, com direito a botes no braço. Lutaço.

No peso médio, sempre uma guerra, dois sobreviventes: Augusto “Tio Chico” Vieira (Renzo), que fez bons duelos – como contra Rodrigo Caporal –, e o outro finalista, Daniel Garcia (Nova União).

No meio-pesado, o finalista absoluto Serginho Moraes está na briga pelo ouro do peso também, contra Nivaldo Oliveira.

O outro finalista absoluto, Léo Nogueira, também da Alliance, perdeu no peso superpesado, mas a Alliance continua na briga. Antonio Peinado e Ricardo Evangelista (GFTeam) disputam o ouro super-pesado.

No feminino, brigas boas: Michelle Nicolini (CheckMat) enfrenta Lauriane Mendes (CMSystem) na final do peso leve, enquanto Marina Soares (CheckMat) encara Ana Michelle (Gracie Humaitá) na final peso-pena.

Ler matéria completa Read more
There are 2 comments for this article

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *