Abalado pela demissão, Falcão promete volta por cima

Share it

Falcão, em foto de divulgação.

Desde ontem, o gaúcho Maiquel Falcão não integra mais o elenco de lutadores do UFC. O empresário do atleta, Marcelo Brigadeiro, confirmou a demissão do atleta em comunicado oficial enviado à imprensa, como informou o Sportv.

O motivo da rescisão do contrato, cerca de duas semanas após Falcão assinar para participar do UFC Rio, seriam os problemas judiciais envolvendo o atleta, que em novembro foi preso por conta de um processo judicial a que responde por causa de uma briga em 2002.

“Recebemos um e-mail do Joe Silva (vice-presidente de relações de talentos do UFC) dizendo que o UFC decidiu por liberar o Maiquel de seu contrato. A decisão foi em virtude dos problemas legais em que o Maiquel esteve envolvido recentemente”, explicou Brigadeiro ao Sportv. “Essa notícia nos pegou de surpresa e deixou muito abalados o Maiquel e eu, principalmente por ter ocorrido após termos assinado o contrato para a sua participação no UFC Rio”.

O ex-atleta da Chute Boxe fez apenas uma luta pelo UFC, quando derrotou a pedreira Gerald Harris, que estava invicto desde 2007. Duro no chão e em pé, o lutador de Pelotas vai continuar lutando.

“Apesar de tristes, respeitamos a decisão do UFC e esperamos estar de volta ao maior evento do mundo muito em breve. Penso que acontecimentos como este servem para reavaliarmos muita coisa, aprendermos e seguirmos em frente e podem ter certeza que o Maiquel Falcão seguirá em frente. Já estou em conversações com outros eventos nacionais e internacionais e em breve vocês verão o Maiquel em ação novamente”, disse Brigadeiro.

Ler matéria completa Read more
There are 5 comments for this article
  1. felipe amorim at 10:37 pm

    é de bater palmas o quanto os yankess levam a sério tudo o que fazem, na organização deles, no evento deles, o sujeito tem que ser profissional ao extremo, não manchando de forma alguma a sua organização e nada que ligue seu nome à imagem do atleta, que os promotores brasileiros copiem o exemplo americano, já passou da hora….

  2. Tiago at 1:42 pm

    Ao comentários acima, e o caso dos gringos com dopping que nem o cara que lutou com o anderson, porque nao demitiu ele também.
    Nao vem com essa os gringo fazem o que querem nao tem concorrência.

  3. pedro ponce at 3:38 pm

    fiquei sabendo que ele bateu em uma mulher em 2002, imagine isso vinculado
    a um lutador do ufc, ta certo o ufc, apesar de gostar do falcão como lutador, apesar da 1 luta dele no ufc tirando o 1round, foi ridicula, um fugindo do outro e levando vaia eo corner do falcão falando pra continuar assim e não ligar pras vaias, o Dana tava esperando uma vacilo pra ranca ele fora….

  4. Felipe Cavalcante at 6:14 pm

    Sinceramente discordo daqueles que fala que os managers do UFC são profissionais. Pra que assinar contrato com o cara para UFC Rio e depois queimar o cara desse jeito? O Falcão teve esses problemas com a justiça bem antes de assinar o contrato do UFC Rio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *