Barral vence Galvão, e os outros clássicos no Samurai Pro

Share it

A final entre Barral e André Galvão. Foto: Deb Blyth.

Nossa repórter Deb Blyth testemunhou um Fabricio Werdum empolgado, em sua estreia como organizador, ao lado do aluno Lucas Pires. Após o Samurai Pro, campeonato encerrado domingo na Pirâmide de Long Beach, onde festejou a presença de cerca de 30 faixas-pretas amigo, o lutador chegou a soltar: “Quando eu conquistar o cinturão do Strikeforce, eu vou pedir ao Dana para fazer uma luta pela unificação com o UFC”.

Não era só Werdum que estava demais. Nas lutas da faixa-preta, os craques brigaram bonito pelos 3 mil de dólares oferecidos ao campeão. Atleta da CheckMat, João Assis venceu Ricardo Demente, no peso pesado (acima de 93kg), e ainda levou o absoluto.

Na divisão até 93kg, deu Rominho Barral contra André Galvão. Na primeira luta, o mineiro finalizou com um bonito estrangulamento. Na final, venceu Galvão por pontos. “Ele é um dos melhores do mundo, então essa vitória foi importante para eu recuperar minha confiança para o Mundial. Não me preocupo mais com meu joelho”, disse o campeão da Gracie Barra, referindo-se a cirurgia recente. “O corpo vai atrás da mente. Se minha cabeça estiver 100%, nada mais importa”.

Clark Gracie ficou de ponta-cabeça para vencer Sharpei.

Na categoria até 84kg, o vencedor foi Clark Gracie, que finalizou Marco “Sharpei” Machado no pescoço na primeira luta e venceu Bill Cooper por pontos. Enquanto isso, do outro lado Kayron Gracie venceu também suas lutas, passando na semifinal por Marcelo “Lapela” Mafra, mas a final Gracie infelizmente não rolou: Kayron sentiu uma contusão no tendão na perna, e Clark ficou com o ouro.

No peso até 75kg, deu Rubens Cobrinha, após vitória por pontos contra Phillipe Della Monica na final. Em duas lutas anteriores, nosso novo GMA Cobra finalizou nas costas.

“Não garanto que vou lutar este Mundial, pois estou cuidando da nova academia aqui em Los Angeles, mas ano que vem luto certamente”, contou o ex-confeiteiro, que preparou três bolos para a abertura da escola. “Já estou com mais de 50 alunos, quero formar grandes campeões”.

Cobrinha no topo. Fotos: Deb Blyth.

Ler matéria completa Read more
There are 4 comments for this article
  1. isaias at 3:08 pm

    Dana White disse que Fedor perdeu para atletas “não tão bons”. Falta muuuuuiito para Werdum chegar no topo e os contratos devem seguir.
    Via de regra torço para times pequenos,como no futebol, eles lutam pra quebrar expectativas consolidadas!! mas gosto de times uniformes,coesos, com objetivos claros: Alliance.
    Mas estou muito feliz por saber que Romulo Barral vai a toda para o Mundial!! tbm feliz pois há mais um evento com premiações, coisa que os atletas merecem!! Ossssssssss!!!!

  2. Adriana Ribeiro Gracie at 3:05 am

    As lutas do Peso Medio rolaram no ringe 6
    Eu estava presente no Evento foram 2 duas Lutas para o Kayron que venceu as duas lutas e ja estava na final.
    Na primeira Luta Kayron Gracie finalizou o primeiro adversario no Arm-lock
    Na segunda ganhou por pontos do segundo adversario Marcelo Lapela Mafra

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *