O chão de Dan Henderson: “Com kimono, estaria perdido!”

Share it

Hendo exibe o cinturão do Strikeforce. Foto: Esther Lin.

O quarentão Dan Henderson segue atrapalhando a vida de muito garoto no MMA. Depois de bater Renato Babalu e Rafael Feijão, ambos por nocaute, Hendo garantiu mais um cinturão à sua vitoriosa carreira, o de meio-pesado do Strikeforce.

O campeão, cogitado para encarar Fedor Emelianenko, está nas páginas da GRACIEMAG #170, em todas as bancas, numa entrevista exclusiva e, claro, não poderia deixar de falar da arte suave.

“O Jiu-Jitsu para mim é uma ferramenta fundamental, combinada ao wrestling. O wrestling é uma ótima base para que se tenha o controle da luta, mas você precisa do Jiu-Jitsu ou da trocação para finalizar o seu oponente. Adoro trabalhar o chão, mas, realmente, nunca boto o kimono. Com o pano, estaria perdido!”, comenta Henderson.

Para ajudá-lo no trabalho de chão, o faixa-preta Ricardo “Pantcho” Feliciano não poupa esforços.

“Henderson é um cara que, se participasse de algumas competições de Jiu-Jitsu sem kimono, daria muito trabalho. Ele gosta muito de trabalhar o chão, treina por baixo também e iríamos vê-lo fazer muito faixa-preta bater”, declara Pantcho.

Para saber muito mais sobre Henderson e suas habilidades no chão, garanta já a GRACIEMAG #170 e assine as próximas edições aqui.

Ler matéria completa Read more

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *