Como foi o primeiro Strikeforce com Dana White e companhia

Share it

Rafael Cordeiro, Dana White e Werdum. Foto: Arquivo Pessoal.

No último sábado, alguns dos principais lutadores do Strikeforce estiveram em ação na primeira grande edição do evento desde que a Zuffa, emprese que também controla o UFC, adquiriu os direitos da organização. Um dos grandes lutadores do Strikeforce, Fabrício Werdum esteve ao lado dos chefões do Ultimate, como mostra a foto acima, abraçado com Dana White.

“Foi como se fosse o Strikeforce de sempre, mas parece que vai começar a mudar. O evento foi organizado pela equipe habitual, mas estava lá todo o pessoal da Zuffa. Eles estavam de olho, acho que para ver como o outro time trabalha. Foi bem legal o evento, a diferença mesmo foi que toda a equipe do UFC estava lá e acho que, aos poucos, eles devem aumentar o controle na organização”, fala Werdum.

De combate marcado contra Alistair Overeem pelo GP de pesados, luta que acontece no dia 18 de junho, o lutador comenta as expectativas e o papo que teve com Dana White e irmãos Fertitta.

“Eles disseram que era legal me ver de novo, que estamos juntos nessa luta contra o Overeem e me deram parabéns pelo sucesso. Achava que o GP de pesados estava com os dias contados depois de o evento ter sido vendido, mas mudei um pouco a opinião. Acho que eles vão deixar rolar o GP, mas não sei o que realmente vai acontecer. O público quer ver o GP, então tem que continuar”, comenta.

“Estava grandão no Strikeforce, com muitas regalias e me sentia à vontade. Neste evento em San Diego foi assim, mas talvez isso deva mudar um pouco, faz parte da política do UFC”, completa o faixa-preta, que segue focado na preparação para Overeem.

“Os treinos estão 100%. Estou direto com o Rafael Cordeiro, Mark Munoz. Estou fazendo tudo direitinho, acabei de sair da musculação agora. O Wanderlei Silva vem treinar com a gente de novo. A energia está parecida com a de quando enfrentei o Fedor, e isso é bom”, encerra.

Ler matéria completa Read more
There are 2 comments for this article
  1. jack at 6:49 pm

    Tudo eh festa, eh bom comemorar agora pois logo muito logo a faca vai cortar e muito…muitos atletas vão sair, e não terão um segundo evento de peso para mostrar serviço. Receio que logo soh os melhores mesmo vão poder mostrar serviço, quem der um vacilo, vai pegar uma fila lá pro fim …vida no esporte não eh facil e mais uma vez, o monopolio deixar o negocio ainda mais dificil! Veja Lyoto Machida, perdeu o cinturão, normal, parece q fez o q pode…perdeu a 2a de modo duvidoso, questionavel, etc um suspiro e vai estar fora pois os juizes, a torcida, uma massa de interessados vão contra ele na lida contra Culture. Todo mundo quer ver um quase ciquetão sadio e com vontade de ganhar, fazendo bonito, e como foi contra Brandon Vera, as chances de Lyoto perder nos pontos eh enorme. Vai ser tudo ou racha! OSSSSSSSSSSS!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *