World Pro sem kimono: o sábado em Abu Dhabi

Share it

Quem esperava por um baita arranca-rabo na final do absoluto marrom/preta ficou de certa forma frustrado. O combate entre Rodolfo Vieira e (o cerca de 30kg mais leve) Rafael Mendes terminou em 0 a 0, tanto no placar como nas vantagens.

Durante a maior parte da luta, Rodolfo ficou em pé, joelhos flexionados, tentando passar a guarda aberta de Rafa, que, por sua vez, arriscava alguns botes, mas nada muito expressivo. Nitidamente houve excesso de cautela de ambas as partes. Ao final dos 6 minutos regulamentares, o juiz pediu que os dois lutadores se ajoelhassem ao centro do ringue. Reuniu-se com os dois árbitros auxiliares. A dúvida ecoava pela arena. Quem levaria para casa os 15 mil dólares de premiação? A pergunta foi respondida quando o juiz voltou ao centro do ringue, pediu que Rafa e Rodolfo se levantassem e ergueu o braço do atleta mais pesado e de maior envergadura.

Rodolfo derrotou Rafa Mendes na decisão dos juízes. Fotos: Raphael Nogueira.

Rodolfo parecia incrédulo. Agradeceu a Deus e foi direto para o pódio receber a medalha de ouro. A incredulidade talvez se explique pelo “bode” que o faixa-preta arrastou minutos antes, após ser derrotado por Rafael Lovato (4 a 2) na decisão da categoria até 92kg.

“Fiquei mal, cheguei a chorar… Se não fosse pelos meus amigos, eu não teria tido força e capacidade psicológica de enfrentar o Rafa na final do absoluto. Só tenho a agradecer, meus amigos me reanimaram, me botaram pra cima”, desabafou Rodolfo, logo após descer do pódio.

O embate contra Lovato foi, na opinião do GRACIEMAG.com, a melhor luta deste sábado. Movimentada, bastante técnica e com reviravolta. Rodolfo começou aplicando uma bela queda em Lovato. Este empatou com uma inversão e, nos instantes finais, aplicou mais outra, do mesmo tipo (enroscando o pescoço do adversário com o braço). Quando Rodolfo tentou reagir, já não havia mais tempo. Enfim alguém consegue parar nesta temporada o rolo compressor Rodolfo Vieira. Palmas para Lovato.

Na melhor luta deste sábado, Lovato venceu Rodolfo Vieira por 4 a 2, na final até 92kg.

A luta entre Xande Ribeiro e José Junior (decisão acima de 92kg) também foi interessante. Junior, aliás, surpreende quem não o conhece. Não tem físico musculoso, aparenta ser um cara quieto e introspectivo, mas quando entra no ringue revela um bocado de gás e de técnica. Na sexta ele havia surpreendido craques como Lucio Lagarto e Gilmar Oliveira. Neste sábado, contra Xande, fez jogo duro, mas não suportou a consistência e a experiência do irmão de Saulo Ribeiro. Xande faturou o título da categoria com o placar de 5 a 2 em pontos.

Confira a seguir os principais resultados da edição sem kimono do World Pro JJ Cup 2011, realizado em Abu Dhabi, Emirados Árabes Unidos. Semana que vem, a guerra é com kimono.

Até 65kg: Rafael Mendes 6 x 4 Guilherme Mendes
Campeão: Rafa Mendes

Até 74kg: Rodrigo Caporal 5 x 2 Davi Ramos
Campeão: Rodrigo Caporal

Até 83kg: Vinicius Corrales derrotou James Harbinson na decisão dos juízes
Campeão: Vinícius Corrales

Até 92kg: Rafael Lovato 4 x 2 Rodolfo Vieira
Campeão: Rafael Lovato Jr

Acima de 92kg: Xande Ribeiro 5 x 2 José Junior
Campeão: Xande Ribeiro

Absoluto marrom/preta: Rodolfo Vieira venceu Rafael Mendes na decisão dos juízes.
Campeão: Rodolfo Vieira

Absoluto faixa-roxa:
Campeão: De Alonzio “DJ” Jackson

Absoluto azul/branca:
Campeão: Gregor Rodrigues

Ler matéria completa Read more
There is 1 comment for this article
  1. Marcio Rogerio at 3:47 pm

    Parabens Rodolfo.Te conheco desde quando vc era faixa azul,e sei o Guerreiro q vc e.Idependente disso,vi a luta e nao tive duvida da sua vitoria.Apesar do seu adiversario ser um grande atleta,a sua vitoria foi merecida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *