Blog do Pan: Dê uma espiada no Big Brother da Atos JJ

Share it

A união faz a força!

Esse velho ditado foi adotado ao pé da letra pela equipe de competição da Atos JJ.

O time comandado por Ramon Lemos deixou Rio Claro, no interior de São Paulo, e rumou ao norte.

O ponto de encontro foi a bela cidade de San Diego, sul da Califórnia.

Lá, os irmãos Rafael e Guilherme Mendes, Guto Campos, Bruno Frazatto, Gilbert “Durinho” Burns, Claudio Calasans, Rodrigo Caporal, Eduardo Ramos e várias outras feras, faixas-pretas ou não, foram recepcionados por ninguém menos do que o tricampeão mundial André Galvão, que mora na cidade e toca a filial da equipe na Califórnia.

Para que os fãs possam ter um gosto da rotina em San Diego, os irmãos Mendes resolveram produzir vídeos que registram o dia a dia do time.

Descobrimos, então, que além de exímios faixas-pretas, Rafael e Guilherme também não fazem feio como cinegrafistas e editores de vídeo.

Com vocês, o Big Brother da Atos JJ.  Vá agora para o Blog Graciemag no Pan de Jiu-Jitsu e dê uma espiadinha.

Ler matéria completa Read more
There are 4 comments for this article
  1. Burns at 6:07 pm

    Vibe sinistra!! O time ta cada vez mais unido, mais focado um ods objetivos ja foi agora continua foco total no pan e no World pro!! oss Obrigado meu Deus!! Vlw Graciemag

  2. Sarri at 8:49 am

    Mostraram essa materia para mim e um amigo na GB em Sto Amaro. Ele disparou- “Casa dos Cleontes” kkk Discordei pois há atletas q deixaram seus times (e mestres) da base, em todos os lugares, em todos os esportes, modalidades. Que seria do Cobrinha se tivesse até hoje na equipe de S Carlos? Q seria da historia do JJ moderno se o sensei Ramon Lemos não tivesse decidido ficar em Rio Claro, apesar das dificuldades iniciais? Que graça teria as lutas femininas modernas se Kyra Gracie não tivesse as oponentes de hoje, em especial a Luana (ex equipe Barbosa). A lista vai longe, e temos e tem tudo para crescer o esporte!

  3. Thiago Antônio at 9:06 am

    Bobagem esse negócio de creontagem. Todo atleta tem o direito de buscar o melhor para a sua carreira, desde que reconheça a importância de todos aqueles que o ajudaram em sua caminhada. O Jiu-Jitsu mudou e quanto mais rápido se entender isso, melhor. O conhecimento deve circular livremente e quanto mais intercâmbio entre mestres e atletas houver melhor para a evolução do Jiu-Jitsu!

  4. Lary_nit at 7:30 pm

    Nooossa… já tinha visto o vídeo, mas só agora que vi a matéria!
    Atos JJ não é só uma equipe, é tbm uma FAMÍLIA!!!
    Não importa de onde vc vem, e simpra onde vc vai!!!
    Que Deus continue abençoando VCS, seu “sem gás”!!! Rsrsrs…
    Saudades! 😉

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *