UFC 127: BJ empata com Fitch enquanto Bisping nocauteia

Share it

O UFC 127, em Sydney, na Austrália, contou com casa cheia neste domingo. E o público pôde aplaudir a vitória de lutadores locais, sofrer com a derrota de um dos ídolos, acompanhar a luta cheia de provocações de Michael Bisping e ter de aceitar o empate na principal atração. Confira todos os resultados e a análise dos combates principais:

Frustração na luta principal

BJ Penn aparentou ter levado vantagem nos dois primeiros assaltos, quando conseguiu quedar e aplicar o Jiu-Jitsu contra Jon Fitch, tendo chegado às costas. Mas Fitch foi sempre eficiente no ground and pound, tática que o fez levar de lavada a terceira parcial, quando BJ aparentou bastante cansaço. No fim dos três rounds, um juiz deu para Fitch, enquanto os outros dois deram empate. Sendo assim, de forma majoritária, a luta não teve vencedor.

O cala a boca do inglês

Jorge Rivera fez até vídeo na internet provocando Michael Bisping. Nas conferências de imprensa e pesagem, antes do evento, o inglês, conhecido pelo temperamento forte, já indicava que não estava gostando nada das brincadeiras. Durante a luta, Bisping dominava o round inicial com boas quedas, mas acabou aplicando uma joelhada ilegal. Na segunda parcial, o inglês partiu para cima de Rivera com uma verdadeira avalanche de socos, o que garantiu o nocaute técnico a 1min54s. Depois disso, perdeu a cabeça, tendo até cuspido em alguém da equipe do oponente. Esta é a terceira vitória seguida de Bisping desde a derrota para Wanderlei Silva, ano passado, também na Austrália.

Freou a fera da casa

George Sotiropoulos era o mais falado na luta contra o europeu Dennis Siver. Favorito por vir em cinco vitórias seguidas no UFC e por ser lutador da casa. Mas Siver evitou muito bem o Jiu-Jitsu do oponente, tendo defendido todas as quedas. Conseguiu um knockdown na primeira parcial, com um dos seus perigosos cruzados, e controlou bem o restante do desafio na trocação de chutes e socos. Vitória por decisão unânime. 

Fanfarrão eficiente

Ao entrar para a luta com os pelos do peito raspados de modo a ficar uma seta estampada no próprio corpo, Brian Ebersole já dava indícios do que estava por vir. Contra Chris Lytle, aplicou chutes meio malucos, fez brincadeiras, mas foi eficiente. Conectou joelhadas certeiras, como no segundo round, e dominou com quedas, o que fez na terceira parcial, além de se defender bem nas tentativas de guilhotina de Lytle. Merecida a vitória por decisão unânime nesta que foi a sua estreia no Ultimate. Usou bem a experiência adquirida em 61 lutas.

Finalização para aAustrália

Na primeira luta do card principal, melhor para o lutador local Kyle Noke. Depois de levar a melhor na trocação, quedar e cair direto na montada, Kyle pegou as costas de Chris Camozzi para finalizar com o mata-leão. Com o resultado, além de fazer a festa da torcida local, Noke chegou à terceira vitória em três apresentações no UFC.

UFC 127
Sydney, Austrália
Dia 27 de fevereiro de 2011

Jon Fitch e B.J. Penn empataram
Michael Bisping venceu Jorge Rivera por TKO aos do R2
Dennis Siver venceu George Sotiropoulos por decisão unânime
Brian Ebersole venceu Chris Lytle por decisão unânime
Kyle Noke finalizou Chris Camozzi com um mata-leão aos 1min35s do R1
Ross Pearson venceu Spencer Fisher por decisão unânime
Alexander Gustafsson finalizou James Te Huna com um mata-leão aos 4min27s do R1
Nick Ring venceu Riki Fukuda por decisão unânime
Tiequan Zhang finalizou Jason Reinhardt com uma guilhotina a 48s do R1
Anthony Perosh finalizou Tom Blackledge com um mata-leão aos 2min45s do R1
Mark Hunt venceu Chris Tuchscherer por KO a 1min41s do R1
Curt Warburton venceu Maciej Jewtuszko por decisão unânime

Ler matéria completa Read more
There are 2 comments for this article
  1. Cristiano at 8:59 am

    Pela primeira vez achei justo o empate. Na minha opinião, BJ levou os dois primeiros, 10×9 e 10×9, e Fitch levou o último, 10×8 pela grande superioridade.

    Achei legal o Bisping ter nocauteado, Rivera estava falando muito, ultrapassou o limite da promoção da luta e passou a ofender o adversário.

    A supresa da noite pra mim foi Denis Siver, trocador de 1º, muito técnico, conseguiu neutralisar o talentoso George Sotiropoulos e não levando uma queda sequer, imponto completamente o seu jogo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *