Cinema, Oscar e as lições de Jiu-Jitsu

Share it

Entre os filmes candidatos ao Oscar, a melhor cena de Jiu-Jitsu está em “Inception” (“A origem”, no título pouco inspirado dado no Brasil).

Mas o melhor filme, entre os indicados, – e provável vencedor – é “O discurso do rei”.

Um filme que conquista até quem prefere longas com mais ação e violência (como “O vencedor”, “Bravura indômita” e até mesmo “Cisne negro”, uma pérola capaz de atrair muito machão para um filme de balé).

Eis o talento de “O discurso do rei”. Sem uma troca de sopapos, é um filme sobre dois homens dando o máximo e o melhor de si. E isso sempre emociona, não importa se estamos assistindo a dois atletas do UFC, à exibição de um craque dos gramados ou ao rei da Inglaterra.

Nas vésperas da noite do Oscar, domingo, o GRACIEMAG.com colheu algumas lições dos principais indicados, e oferece para você beliscá-las entre uma estatueta e outra, abaixo.

Claro, sem estragar o cinema de quem ainda não os assistiu.

“A única pessoa atrapalhando seu caminho é você” (“Cisne Negro”)

“Meu irmão, entenda, você não pode ser eu. Você já teve uma vida dura tentando ser você mesmo”(“O vencedor”)

“Se esse cara acabou de sair de um sofá para vir lutar comigo… Vou comprar um sofá igualzinho” (“O vencedor”)

“Seu maior teste… ainda está por vir” (“O discurso do rei”)

“Você não quer aceitar uma dose de fé? Ou prefere virar um velho, cheio de arrependimentos, esperando para morrer sozinho?” (“A origem”)


http://www.youtube.com/watch?v=pvDba2nMv_U

Eu realmente vivi no ano passado. Eu gostaria de ter aprendido algumas lições de forma mais astuta, mais rapidamente do que aprendi” (“127 horas”)

“Você precisa pagar por tudo o que faz neste mundo, de um jeito ou de outro. Não há nada de graça, exceto a graça de Deus” (“Bravura indômita”)

“O solo está congelado, muito duro (para cavar). Se um homem quer um enterro decente, devia dar um jeito de ser morto no verão” (“Bravura indômita”)

” – Mas você tem tudo!

– Sim, tudo. Menos alguém para dividir isso comigo…” (“Toy Story 3”)

Ler matéria completa Read more
There are 2 comments for this article

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *