No Bellator, Marlon comenta união de Sengoku e Dream, onde também deve lutar

Share it

Marlon em foto de Carlos Ozório

Ex-campeão do Sengoku, considerado um dos melhores do mundo no peso pena, Marlon Sandro comemora as novidades. O faixa-preta agora também se apresenta no evento americano Bellator, além de seguir com combates no Japão, o que deve ficar ainda mais interessante, já que os eventos Dream e Sengoku devem unir as forças.

“Fiz um contrato de dois anos com o Bellator, mas ainda luto no Japão pro pelo menos mais um ano e meio. Existe uma corrente muito forte para que o Sengoku e o Dream se unam, então vai ficar bem interessante. No entanto, nos Estados Unidos só posso lutar no Bellator”, fala ao GRACIEMAG.com.

Acostumado aos combates na terra do sol nascente, Marlon sabe que nos EUA vai encontrar reações diferentes do público.

“Nos dois países valorizam muito os atletas. Mas nos EUA a torcida costuma ser mais vibrante. Se gostam da luta, vibram bastante, mas se não gostam também vaiam. Já acompanhei o José Aldo e o Vitor Shaolin em combates lá e isso foi até bom para saber como funciona”, diz.

Marlon deve estar em ação num dos GPs do Bellator, provavelmente a partir de junho. Enquanto isso, já analisa os prováveis oponentes.

“Ainda estou conhecendo todos os lutadores da organização, comecei a analisar eles agora. Acompanhava muito o evento por causa do Patrício Pitbull, torcia por ele. Então ele é um lutador que já sei um pouco como luta. Mas tenho que estudar todos ainda, porque quero fazer frente e tentar esse cinturão”, encerra a fera da Nova União.

Falando em Bellator e Patrício Pitbull, o brasileiro tem combate agendado na organização. Encara George Karakhanyan no dia 19 de março.

Ler matéria completa Read more

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *