UFC, um negócio que não para de crescer e de bater recordes

Share it

Foto: Carlos Ozório.

Em conferência de imprensa realizada por telefone nessa terça-feira, dia 15, Dana White, presidente do Ultimate Fighting Championship (UFC), falou sobre o significante crescimento registrado pelo evento, comprovado pelo aumento das vendas de pay-per-view e pelo sucesso nas vendas de ingressos em edições espalhadas por diversos países.

“É verdadeiramente fenomenal o nosso sucesso em vender ingressos pelo mundo. Fizemos $ 11 milhões com a venda de ingressos em Toronto, para o UFC 129. Na Austrália (UFC 127, dia 27 de fevereiro), será em torno de US$ 3,5 milhões; foram US$ 4,5 milhões em Montreal, na Irlanda, US$ 1,6 milhão, e da última vez que estivemos em Vancouver fizemos US$ 4,2 milhões”, contou Dana White, que comemorou a venda recorde de 55 mil ingressos para o UFC 129, marcado para o dia 30 de abril.

O evento, que será realizado pela primeira vez no estádio Rogers Centre, em Toronto, no Canadá, já é um marco na história do UFC. Os 42 mil ingressos se esgotaram em alguns minutos. Devido à enorme demanda, esse número foi posteriormente aumentado para 55 mil, que também se esgotou rapidamente.

“Eu sempre falo do tamanho que um evento desse tipo pode ser no Canadá e de como o UFC está crescendo internacionalmente. Foi excepcional termos vendido 55 mil ingressos. Um recorde. Mas, a pergunta é: mais quantas pessoas estavam procurando por ingressos? 25 mil? De repente, 30 mil?”, indagou o presidente do UFC.

Dana admitiu que, devido ao enorme crescimento global do evento, vai chegar o dia em que terá que realizar eventos simultâneos em diferentes países.

“Estamos levando tudo para um nível acima. O UFC está ganhando uma proporção maior. Não tenho dúvidas de que vai ser o esporte mais popular do mundo. E vai chegar um dia, não acredito que vou falar isso, mas vai chegar o dia em que vamos realizar, por exemplo, um evento em Las Vegas e outro na Austrália ao mesmo tempo. Estamos mesmo caminhando para isso”, declarou.

O presidente do UFC destacou ainda o impacto do evento na cidade e a venda de ingressos mundo afora.

“O impacto econômico que o UFC terá na cidade de Toronto no fim de semana do UFC 129 será de cerca de US$ 40 milhões e isso porque estou sendo muito conservador. Apenas de impostos sobre os tíquetes teremos US$ 1,5 milhão”, explicou.

Dana também abordou a questão dos preços abusivos cobrados pelos eventos de boxe e disse que o seu desejo é que todos os fãs do UFC possam pagar pelos ingressos.

“O boxe não vende ingressos para fãs assíduos porque, simplesmente, eles não podem pagar. Eles cobram preços ridículos, como US$ 5 mil, e todos os cassinos compram os ingressos. A realidade é que vendemos 55 mil ingressos para o UFC 129 e todos os compradores são fãs. Nós queremos continuar nesse caminho”, finalizou.

Ler matéria completa Read more

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *