Um peso-pena no absoluto: Rafa Mendes quer singrar por águas mais turbulentas

Share it

Rafa, Gui Mendes e família fazendo um singelo passeio de gôndola em Veneza, na Itália. Foto: Arquivo Pessoal.

Rafael e Guilherme Mendes não quiseram saber apenas de aproveitar o Europeu de Jiu-Jitsu. Depois da vitória no fim de janeiro, em Lisboa, trataram de dar um mimo para as mulheres de suas vidas. A duplinha de cascudos levou então a mamãe Mendes e as namoradas para um passeio pela Europa.

No roteiro, além de Lisboa, visitas a Veneza, Roma e Paris.

Hoje os irmãos estão ensinando no Canadá. Mas Rafa bateu um papo com o GRACIEMAG.com, e falou sobre seus planos de lutar o absoluto em Abu Dhabi. Serão águas muito mais turbulentas que as que enfrentou em Veneza, mas ele não quer saber. Confira!

Que lugares conheceram nesse turismo pela Europa?

A viagem foi muito legal, Guilherme e eu estávamos com nossa mãe e nossas namoradas. Combinamos um passeio pela Europa com elas e alguns amigos da academia após a competição, e foi maravilhoso. Estivemos em Lisboa, Paris, Veneza e Roma, aproveitamos para fazer alguns seminários na semana durante a viagem, o que foi ótimo também. Entre os destaques, gostei de conhecer o Coliseu por dentro. Estive em Roma no ano passado e sabia como era bonito, mas tive o prazer de entrar e conhecer, sem palavras. Fiquei imaginando como os gladiadores se sentiam lá dentro. Sinistro! Viajar em família é gostoso, e visitamos lugares incríveis, que nos acrescentaram muito.

Onde o Jiu-Jitsu será mais forte na Europa daqui a alguns anos, na sua opinião?

O Campeonato Europeu está fazendo o Jiu-Jitsu na Europa crescer muito. Mas não sei apontar que país será o mais forte, pois tem muita gente dura que eu vejo na competição, e ainda não tive o prazer de conhecer tantos países assim. Em geral, o Jiu-Jitsu na Europa está evoluido muito rápido e acredito que o Europeu seja um grande fator para isso. Já podemos ver alguns campeões da Europa, como o garoto faixa-marrom (dinamarquês, Alexander Trans) que venceu peso e absoluto.

As feras no Coliseu: inspiração nos gladiadores pra lutar o Pan e o World Pro.

Você venceu Renan Borges com uma das suas pegadas nas costas interessante. Como você fez?

Esse movimento é o que chamamos na academia de “berimbolo”, eu faço esse movimento desde a faixa-azul. No meio do “embolo” da guarda eu ataco as costas do adversário. É uma posição que faço há muito tempo, estou melhorando isso todos os dias na academia, não comecei a usá-la ontem nem há um mês, estou aprimorando há dez anos e cada vez mais ela é eficaz nas competições.

Vamos ver você no absoluto em Abu Dhabi este ano de novo?

Vamos estar lá com certeza, mas primeiro vou me concentrar em vencer meu peso e manter o título “em casa”, como nos dois anos anteriores. Depois do peso vou no absoluto para ajudar a galera da Atos, vamos lutar para manter esse cinturão do absoluto em nosso caldeirão! Vou me embolar com os grandões, todo mundo gosta de ver o magrinho contra os gigantes.

Você acha que vai dar mais um treininho com o Xeque Tahnoon?

Vou fazer meu melhor, vou focar em me apresentar bem, e se Deus quiser, terei mais uma vez a oportunidade de treinar com Xeque Tahanoon. Já pude treinar com ele em três oportunidades e temos mantido uma boa amizade, ele é uma pessoa incrível.

Ler matéria completa Read more
There is 1 comment for this article

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *