Hoje tem UFC, confira o que os lutadores dizem

Share it

Chiquerim (D) é uma das promessas no peso leve. Foto: Josh Hedges.

Acontece na noite deste sábado, no Texas, o UFC Fight Nght 23, o Fights for the Troops 2. Apesar de o card não trazer os maiores astros do evento, não deve faltar emoção. Os lutadores escalados costumam fazer lutas emocionantes, o que mais importa no final das contas.

O ex-campeão do WEC Mike Brown, por exemplo, encara o faixa-preta Rani Yahya num combate que pode definir o futuro dos dois na organização. Enquanto Rany vem de duas derrotas, ainda no WEC, Brown perdeu em três das últimas cinco apresentações.

“Cada derrota é diferente, então é difícil dizer. José Aldo foi um lutador melhor e aquilo me derrubou. Eu acho que Manny (Gamburyan) me pegou no queixo. Eu me acho um lutador melhor do que ele, mas as lutas são assim. Contra Diego Nunes, tive uma queda de adrenalina e me cansei cedo. Todas foram derrotas dramáticas e não tenho como destacar apenas uma coisa, entende?”, comenta Brown no site do UFC.

“Continuo sendo um monstro na academia. Eu sei, meus companheiros de treino sabem. Não sou uma luta fácil para ninguém e me sinto confiante em bater qualquer um em qualquer noite. Irei nocauteá-lo”, dispara.

Já o protagonista da luta principal é Melvin Guillard, um dos atletas com cartel mais extenso na organização, vindo de três bons resultados. Seu oponente é Evan Dunham, que vem da primeira derrota depois de dez triunfos seguidos.

“Disse a todos em 2010 que queria vencer todas as lutas no ano e em 2011 conquistar o meu título. Eu sinto agora que ele (Dunham) está próximo da disputa do título. Então, para eles me darem essa luta, devem sentir o mesmo por mim. Levo esse combate como algo que define o próximo desafiante. Depois disso, devo lutar pelo título seja contra o (Anthony) Pettis ou (Frankie) Edgar, devo ter a chance pelo cinturão”, aposta Melvin.

E a noite também é de estreia. Ex-campeão mundial do Shooto, Willamy Freire, o Chiquerim, é uma das apostas no peso leve. A promessa encara Waylon Lowe.

“Uma vez tirei uma foto com cinturão do José Aldo e o povo brincou: ‘Vai se acostumando para quando conquistar o seu (risos)!’. É apenas uma brincadeira, mas se as pessoas acreditam em mim, como acredito , não vejo qualquer problema em visualizar um futuro maravilhoso no UFC. Todo título que disputei ganhei. Não acho que ele (Lowe) tenha mais do que eu, e nunca penso sobre a possibilidade de perder. Com fé em Deus, vou chegar lá”, declara Chiquerim.

Companheiro de equipe de Chiquerim, na Nova União, Amilcar Alves quer vencer Charlie Brenneman para apagar a derrota na primeira apresentação no Ultimate, quando foi finalizado por Mike Pierce.

“Comparando Brenneman com Pierce, espero uma luta boa, porque ele não vai evitar a troca de golpes. Ele pode tentar me derrubar, como Pierce tentou, mas dessa vez terei uma resposta. Dessa vez, Brenneman deve se preocupar em encarar um adversário agressivo e furioso que vai lutar diferente. A palavra é ação, e não reação.”

Confira o card completo e aguarde a cobertura no GRACIEMAG.com:

UFN 23: Fights For The Troops
Killeen, Texas, EUA
Dia 22 de janeiro de 2011

Evan Dunham x Melvin Guillard
Tim Hague x Matt Mitrione
Mark Hominick x George Roop
Pat Barry x Joey Beltran
Cole Miller x Matt Wiman
Yves Edwards x Cody McKenzie
Mike Guymon x DaMarques Johnson
Mike Brown x Rani Yahya
Willamy “Chiquerim” Freire x Waylon Lowe
Amilcar Alves x Charlie Brenneman
Chris Cariaso x Will Campuzano

Ler matéria completa Read more

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *