Craque do Vasco se rende ao Jiu-Jitsu e até pensa em competir

Share it

Carlos Alberto num rola após o treino. Foto: Divulgação / Globoesporte.com.

O jornal especializado em esportes “Marca Brasil” vem dando grande apoio às lutas, inclusive com a coluna Combate, que sai todos os sábados, escrita pelo bicampeão mundial absoluto de Jiu-Jitsu Amaury Bitetti em parceria com o repórter do GRACIEMAG.com Carlos Eduardo Ozório.

Como conta o jornal, quem provoca o meia Carlos Alberto, nas tradicionais brincadeiras ao fim dos treinos no Vasco da Gama, acaba invariavelmente levando a pior, imobilizado ao chão. Durante a pré-temporada, o meia Jéferson foi vítima duas vezes do que é o passatempo preferido do craque da Colina: Jiu-Jitsu e MMA.

E o gosto pelas modalidades é tanto que o jogador já cogita fazer da diversão profissão. Carlos Alberto declarou que sim, gostaria de intensificar os treinos para dar aulas no fim da carreira, e quem sabe até competir no Jiu-Jitsu. Por enquanto, o mais importante é que a arte suave tem mais um ilustre defensor.

“Uma academia séria impõe regras, disciplina. Por isso, eu incentivo todo mundo que vem conversar comigo sobre isso. Eu fiquei muito melhor comigo mesmo depois de começar a praticar”, disse Carlos, que não vê a hora de poder voltar a conciliar os treinos em São Januário com as aulas de Jiu-Jitsu.

“Gosto de lutas, sempre que posso pratico. É uma forma de manter o condicionamento físico. Penso muito em competir profissionalmente um dia”, diz a fera, que já está com as orelhas cascudas dos treinos.

Agora o capitão da esquadra vascaína aguarda ansiosamente o início das vendas dos ingresso para o UFC Rio, que acontece em agosto

“Vou começar a me movimentar já. Se não atrapalhar a minha agenda com o Vasco, vou lá conferir tudo de perto com certeza. Será sensacional”, finaliza.

Ler matéria completa Read more
There are 3 comments for this article
  1. jack at 5:52 pm

    Acho q este exemplo poderia promover outros atletas!! o Nelsinho Piquet, a ex-nadadora Rebeca Gusmão,tem outros ex-nadadores que poderiam ser convidados a conhecer o JJ – povo alto,pernas longas(favoráveis ao esporte)como o ex-jogador frances Lizarazu(até que este jogador não era dos mais altos)

  2. Daniel at 1:55 pm

    Creio que vincular o nosso esporte a imagem deste atleta não seria legal, pois ja mostrou dentro e fora dos campos ser uma pessoa sem auto controle e disciplina! Carlos Alberto teve sorte na vida de passar por clubes campeões mas nunca honrou o status de atleta!!!

  3. Alexandre at 4:32 am

    Acredito que o comentário do Daniel aí embaixo foi infeliz, vincular o “nosso” esporte ao Carlos Alberto é uma maneira de mostrar o poder de transformação imposto pelo Jiu-Jitsu, tenho certeza que a partir de agora ele terá muito mais disciplina e auto-controle, acredito que tenha sido essa a intenção dele ao começar a praticar lutas. Além do mais a comunidade do Jiu-Jitsu sempre está de portas abertas para qualquer um que esteja disposto a melhorar e evoluir.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *