GRACIEMAG #167: As chaves para a sua evolução nas bancas!

Share it

Nossa constante missão é fazer você evoluir nos treinos, e impressionar seu professor. Por isso, este mês GRACIEMAG busca esclarecer todas as suas dúvidas sobre as chaves e ataques na articulação. Quais os segredos da omoplata, da chave de braço mais fatal, da kimura e outras tantas finalizações que pegam na articulação? O que você está errando nelas, ao atacar e defender? Como treinar com mais eficácia para afiá-las de vez?

GRACIEMAG 167 BR

Bem, o primeiro passo é garantir sua GRACIEMAG deste mês. E, depois, cair matando nos treinos! Mas sua GRACIEMAG não traz só isso.

No Bate-Pronto, GRACIEMAG pôs as mãos num caldeirão fervente. Para descobrir como pensa aquele tipo de lutador que a torcida mais detesta, entrevistamos um amarrão.

GRACIEMAG 167 BR

Entre outras pérolas, nosso personagem (não identificado) soltou: “Todo lutador, campeão ou não, já deu uma segurada na luta. Quem falar que não está mentindo. Quer ver um que não amarra? Esse rapaz, o Braga Neto. Ele está pagando por não saber a hora certa de segurar, de dar aquela amarradinha que consagra”. Confira esta entrevista tão divertida quanto polêmica.

No PLANO DE AULA, um especial sobre defesa pessoal para você se sentir ainda mais seguro.

GRACIEMAG 167 BR

Na coluna de Martin Rooney, o casca-grossa da preparação física fala de perdas e ganhos e desafia você a aceitar o risco! Imperdível.

GRACIEMAG 167 BR

Confira ainda um especial sobre os melhores do ano passado, na eleição popular e na nossa votação interna na redação.

GRACIEMAG 167 BR

E ainda, um artigo especial: a linha evolutiva do lutador do Jiu-Jitsu, com dicas da faixa-branca até a faixa-coral. Uma reportagem para praticantes de todas as idades, de todos os níveis.

GRACIEMAG 167 BR

Além disso, a NOCAUTE traz o UFC no Rio, uma radiografia das grandes promessas dos ringues e o melhor do MMA pelo mundo.

GRACIEMAG 167 BR

E trazemos ainda: Saulo x Gurgel na ANTOLOGIA, e na INTRO as melhores dicas para você que é faixa-branca, Ronaldo Jacaré, Ginástica Natural e a seção Helpdesk, onde tiramos aquele problema insistente que você não está conseguindo solucionar na academia.

GRACIEMAG 167 BR

Garanta já sua nova GRACIEMAG em casa, clicando aqui.

Ler matéria completa Read more
There are 18 comments for this article
  1. Alex da Costa at 12:35 pm

    Voces colocaram o Michael Langhi como atleta mais consistente, ele um grande atleta sem duvidas e tambem nao perde, mas o Rafael Mendes foi muito mais esse ano, venceu tudo que o Langhi venceu e muito mais, venceu as seletivas e o World Pro, coisa que o Langhi nao lutou, venceu Brasileiro, o Langhi nao lutou! Langhi lutou apenas 3 competicoes, Europeu, Pan e Mundial.

    • Marcelo Dunlop at 2:01 pm

      Eu admito que votei no Mendes na eleição interna da Editora. Mas o título para o Langhi ficou de bom tamanho, pois lutou quase tudo. Só se retirou por uma lesão braba, e mesmo contundido foi bicampeão mundial na acirradíssima categoria dos leves. Superar Celsinho, Durinho, JT Torres e tantos outros com o ombro ruim, amigo, é coisa que merece ficar marcado. Foi daí que o pessoal o elegeu o mais consistente. Abraços

  2. Milton Observador. at 1:20 pm

    Respeito muito as reportagens,e consirero a revista realmente uma apostila escolar voltada ao jiu-jitsu. Mas tenho que ser justo e dizer o que penso,e como sou de uma equipe pequena, nao tem como nao reparar na alto propaganda,que a Gracie Barra faz atraves da Graciemag, nao estou falando pelo atleta ser da Gracie Barra,mas pelos logos bem visiveis que destacam-se na capa,meu apelo e para que respeitem a todos e de destaque a todos que trabalham em prol do jiu jitsu, se querem ter o respeito de seus leitores. Independente do que digam,niguem aqui e tonto,e sabe que o Carlos Gracie,e dono das duas Propostas (da revista e da Gracie Barra,assim como da CBJJ, e nao venha me dize que nao!! Mas isso nao muda em nada a qualidade de tudo,mas isso e direito de opiniao.

    Obrigado.

    • Marcelo Dunlop at 1:58 pm

      Onde estava Milton, o Observador, quando logotipo de outras equipes e kimonos estamparam nossa capa? Obrigado pelos elogios também. Abraços

  3. felipe amorim at 4:00 pm

    apesar de eu ter certeza de que a revista jamais voltará a ser aquela gracie magazine de anos atrás, agradeço por vocês virem com uma seção de defesa pessoal, mas lamento que as posições sejam um tanto ultrapassadas, duvido que alguém se desvencilie de uma gravata metendo cana de braço no nariz dos outros e fazendo postura, talvez funcione quando o adversário for muito leve e leigo.

    • Carlos Eduardo Ozório at 4:03 pm

      Felipe, o fato de a posição ser antiga não significa que ela não seja eficiente. Basta fazê-la corretamente. É a opinião de um faixa-preta meio veterano! Abraço!

  4. little at 8:08 pm

    A revista está muito boa, mais uma vez. Gostei muito das matérias do amarrão e linha do tempo. a do amarrão fiquei rindo sozinho! mas a revista está toda boa. Os lutadores do UFC visitando os soldados também foi massa. Parabéns pela criatividade e por trazer matérias com uma perspectiva diferente, sem aquele lance didático demais que é até comentado no início. como já disse outra vez, materias que saem da mesmice. so faltou o rafa mendes como mais consistente, mas o título está em boas mas com o… não vou falar para nao estragar!

  5. Thiago Campos at 1:54 am

    Com todo respeito às opiniões expressadas, não vejo injustiça no site e revista Gracie, tenho muita admiração por todos inclusive a Tatame também, vejo que são instrumentos para valorização do nosso esporte, já li varias revistas tanto da Tatame e GracieMag e sei que todas destacam o nosso esporte num todo, é só verificar o histórico das revistas, o histórico é a evidencia e suas pesquisas são cobertas de concretos argumentos, o que não pode acontecer é o grande Marcelo agora ficar se justificando! O Brasileiro é conhecido, nada ta bom o suficiente na sua própria terra, mas o que realmente importa é o sucesso da revista nos EUA, no mundo e na vida daqueles (que não sequem o costume da maioria estúpida) Brasileiros que tem bom senso de valorizar a realidade!

  6. digão checkmatt at 3:28 am

    É PERNALONGA daqui a pouco você abandona a alliance do Fabio e corre pra integração do teco…abraço a todos!!!

  7. Carlos at 9:58 am

    Caro digão checkmatt!!

    Eles vão abandonar a alliance do Fabio e correr pra integração do teco quando eles forem penta campões mundial tambem!!

    Treina e depois fala!!

  8. miltinho at 4:06 pm

    Quando falamos em campeões devemos falar de ROGER GRACIE,XANDE RIBEIRO, ROMULO BARRAL,BRAULIO ESTIMA…QUEM É LANGHI OU BUCHECHA PERTO DESSAS FERAS!!

    • Carlos Eduardo Ozório at 4:25 pm

      Miltinho, são os melhores de 2010. Barral, Xande e Bráulio, que você comenta, são grandes campeões, todos sabemos disso, mas competiram pouco em 2010. Langhi, por exemplo, não perde há bastante tempo e venceu Pan, Europeu e Mundial em 2010, este último contundido. Abraço!

  9. Thiago Campos at 8:29 pm

    Acabei de comprar a GracieMag #167 (infelizmente acho que a minha cidade é a ultima a recebê-la), confesso que gostei bastante do conteúdo da revista, com pesquisas concretas e principalmente da área dedicada a defesa pessoal vinda da consagrada família Valente, como anteriormente comentei a grande massa Brasileira desvaloriza os seus próprios orgulhos, é o que estar comprovado nos negativos comentários expressados nesse espaço, vai cegar um tempo (espero que eu esteja errado) que nenhum Mestre que por mais consagrado seja não poderá ensinar nenhum movimento a não ser que esse movimento seja uma novidade! Sou extremamente contrario a esse estúpido desmerecimento que rege a grande maioria desse país, mas para mim o que realmente importa é a valorização que o Brasil, seu jiu-jítsu e seus Mestres têm lá fora!

  10. felipe amorim at 10:49 pm

    a revista chegou aqui em vitória na quinta feira, vou mais além, tem mais duas posições ali, que só se o sujeito for muito leigo, aquela coisa de travar braço, e entrar de ipon seoi em briga de rua é brincadeira… acredito que uma queda de wrestling seria mais realistíco, para uma situação de rua.

  11. Eugenioboecker at 10:25 am

    o intereçane não e sair querendo realizar o que vc aprende no jiu na rua, evitar as brigas e a melhor maneira, mas ta ai felipe uma sugestão faça como quiser…

Deixe uma resposta para Alex da Costa Cancel comment reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *