Durinho analisa adversários e se prepara para 2011: “É entrar e finalizar todas”

Share it

Um dos destaques do Jiu-Jitsu em 2010, Gilbert Burns, o Durinho da Atos, ficou perto da perfeição. O lutador venceu quase tudo o que lutou, tendo perdido apenas na semifinal do Mundial, em luta contra Michael Langhi. Com o fim da temporada, o faixa-preta já foca todas as atenções no ano novo, que tem início com o Europeu de Jiu-Jitsu, nos dias 27, 28, 29 e 30 de janeiro, em Lisboa.

Foto: Carlos Ozório.

Confira o bate-papo com o GRACIEMAG.com:

Como analisa a temporada?

Foi muito bom em vários sentidos. Seja nas competições, seminários e viagens, foi tudo muito produtivo. Acho que evolui muito no Jiu-Jitsu e em vários outros fatores da vida. Melhorei como professor e no meu inglês, por exemplo. Fiz muitas amizades por onde passei, o que pretendo preservar por muito tempo, além do fato de conhecer muitos lugares que sempre sonhei e aprender sobre várias culturas diferentes. Nas competições foi muito bom também. Fechei o peso no Europeu, ganhei a seletiva do World Pro, o World Pro, o Brasileiro, o Deep X e o Mundial Sem Kimono. Bati vários atletas duros como Celsinho Venícius, Rafael Formiga, Augusto Tanquinho, Jonathan Torres, Lucas Leite e Thiago Alves, entre outros. Mas também tive algumas falhas que me custaram caro, como no Mundial, onde perdi por um detalhe, por apenas uma vantagem na única derrota na minha categoria em todo o ano. Mas estou trabalhando muito em cima disso, em não errar mais e não cometer nenhuma falha.

Seu grande adversário em 2010 foi o Michael Langhi. Fale desse lutador e como vai fazer para tentar batê-lo na próxima temporada.

Não tenho nem o que falar do Langhi, é um atleta que em 2009 e 2010 ganhou tudo o que disputou, ele é excelente. E não é de hoje que a gente luta. Isso acontece desde a faixa-roxa e sempre foi muito difícil lutar com ele. Inclusive, eu comecei abrindo o placar em 2 x 0, mas agora tenho que correr atrás. Somos muito novos e ainda vamos competir muito. Sei que vamos lutar várias vezes ainda. Particularmente, não gosto de pensar em um atleta em especial, quero ser campeão e não posso pensar exclusivamente no Michael. Tenho que fazer em média cinco a seis lutas para ser campeão de um grande campeonato, então acho que devo me preocupar comigo, em estar 100% e não cometer falhas. Confio no meu jogo e acredito na minha equipe. Em 2011, vamos estar ainda mais unidos e assim acho que vai ser mais fácil chegar no meu objetivo, que é ser o número 1 dos leves

Durinho em ação no Mundial 2010. Foto: John Lamonica.

Quais as suas principais metas em 2011, eventos que vai atrás?

Em 2011, pretendo lutar as principais competições do calendário da IBJJF, os da WLPJJ, o World Pro e a seletiva para o ADCC, entre muitos outros. Quero lutar muito mais, porque quero evoluir mais e sei que competindo bastante isso vai me ajudar muito. Quero estar melhor a cada treino, a cada luta, a cada competição, mas sempre focando no Mundial. Quero entrar e finalizar todas as lutas em todas as competições. Esse é o meu foco em 2011: entrar para finalizar todas as minhas lutas.

Durinho travou grandes batalhas contra Celsinho. Foto: Carlos Ozório.

Que história é essa agora de ser embaixador?

Sempre que estou no Rio procuro dar continuidade ao meu treinamento e não consigo ficar parado. Estou sempre visitando academias como a Oriente, onde fui formado pelo professor Rafael Barros, e na Top Brother, do meu amigo Casquinha. Recentemente ele fez um convite junto com o Pastor Anderson Leite para participar de um projeto no qual me nomearam “embaixador”. Ele se chama “Projeto Ide Jardim Gramacho”, uma iniciativa da Comunidade Internacional Missionaria do Evangelho Pleno. Tem uma iniciativa bem bacana e pretendo ajudar e incentivar a molecada no que for possível. Vai ser um sucesso, no primeiro dia tinha cerca de 70 crianças carentes e todas com muita vontade de treinar.  Elas terão direito a aulas de Jiu-jitsu, judô, ginástica, informática, refeições e atendimento médico, entre outras coisas. Fiquei amarradão em participar disso e agradeço ao mestre Casquinha pelo convite. Quem estiver interessado em ajudar, de qualquer maneira, até com kimonos, é só entrar em contato com o Pastor Andreson Leite (21 7847-0189 ID: 8*36215). Tenho certeza que sairão muitos campeões desse projeto. Um feliz Natal a todos!

Ler matéria completa Read more
There are 8 comments for this article
  1. Jaime BJJ at 9:09 pm

    O Gilbert evolui muito nesses ultimos anos. Adoro assistir as lutas dele com e tambem sem kimono…Durinho espero em 2011 voce no lugar mais alto do podium osss

  2. Ze Roberto at 11:21 pm

    100% humildade esse garoto , è um dos melhores lutadores que existe no mundo do jiu-jistu . eu acompanho você desde do começo de sua carreira. e sempre soube que um dia você ia esta brilhando . vamos pra cima desse marrento do Michael Langhi. que o Celsinho amarrão ja foi .
    GB-America .

  3. Jony at 1:28 pm

    QUEM E BAIANOO??? nunca vi esse panga antes!!!?? se ta loko rapa! vai treinar que nen homem !!! hahahahah
    esse baiano ganho o JUKINHA bjj championship! ou o mineirinho??? se liga meu irmao!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *