Festa brasileira e estrangeira na noite do Bitetti Combat Corinthians

Share it

Glover venceu a principal luta da noite. Foto: Carlos Ozório.

O encontro com o ex-jogador de futebol e ídolo do Timão Vampeta na saída do hotel Tryp, em São Paulo, era apenas uma prévia de que o Bitetti Combat 8 faria bonito na festa em comemoração aos 100 anos do Corinthians, neste sábado, no Parque São Jorge. Nos bastidores, feras como o campeão do Strikeforce Rafael Feijão e Pedro Rizzo apenas abrilhantavam ainda mais a edição, que contou com lutas de primeira e atletas de reconhecimento mundial.

Na principal luta da noite, Glover Teixeira abusou das quedas e trabalhou bem ao chão para dominar o duro Daniel Tabera, da Espanha. A vitória foi por decisão unânime. Mas, pela primeira vez nos últimos nove combates, Glover precisou lutar os três rounds para sair vencedor do octagon. Já Paulo Filho, outro astro do card, voltou a vencer. O faixa-preta de Carlson Gracie conseguiu derrubar o japonês Yuki Sasaki em várias oportunidades, trabalhou bem no chão, mas esbarrou na boa defesa do adversário, que resistiu nos três rounds, tendo evitado a finalização ou o nocaute.

Paulão soca Sasaki. Foto: Carlos Ozório.

Indiscutivelmente, a melhor luta da noite foi entre o americano Jordan Smith e Mario Soldado. Com muita disposição, ambos se acertavam na trocação. Smith conseguia knockdowns a seu favor e Soldado não deixava barato. No fim da segunda parcial, quase definiu com um triângulo, numa luta bem sangrenta. Osso duro de roer, o lutador americano voltou com tudo no assalto final. Conectou vários socos, pegou as costas e finalizou com um mata-leão para a loucura do público, que aplaudiu bastante, e do seu empresário, Jorge Guimarães “Joinha”, que abriu um sorriso de uma orelha à outra!

Jordan e Soldado fizeram a melhor luta do evento. Foto: Carlos Ozório.

Thiago Jambo também teve trabalho contra o japonês Eiji Ishikaua. Chegou a ficar por baixo em alguns momentos, mas aplicou boas quedas e pegou as costas, o que valeu a decisão unânime dos jurados a seu favor. Numa das lutas de mais rivalidade na noite, Viscardi Andrade precisou de apenas 34s para nocautear Flavio Álvaro. Depois de um direto certeiro, aplicou mais alguns socos com o oponente ao chão antes de o juiz separar. Também rapidinho, Cristiano Marcello finalizou o argentino Guido Caneti. O líder da CM System pegou as costas e finalizou com um mata-leão.

Outro estrangeiro que venceu na noite, Luciano Izzy vinha vencendo Enéas Gonçalves, com quedas. Ainda no primeiro assalto, viu o oponente desistir depois de quebrar a costela. Em pé, Matheus Serafin aplicou boas sequências de socos em Thomas Saldiva, mas definiu no chão. No segundo round, quedou, montou e socou até o nocaute técnico. Já Toninho Fúria vinha aplicando boas quedas em Eduardo Santos. Mas o oponente acabou contundindo o ombro e teve de desistir na primeira luta da noite.

Confira os resultados:

Bitetti combat 8 “100 anos do Corinthians”
Dia 4 de dezembro de 2010
São Paulo, Brasil


93 Kg – Glover Teixeira venceu Daniel Tabera por decisão unânime
90 kg – Paulo Filho venceu Yuki Sassaki por decisão unânime
80 kg – Thiago Gonçalves “Jambo” venceu Eiji Ishikaua (Japão) por decisão unânime
70 k – Cristiano Marcello finalizou Guido Caneti (Argentina) com um mata-leão no R1
77 kg – Toninho Fúria venceu Eduardo Santos por TKO (contusão) no R2
77 Kg – Viscardi Andrade venceu Flávio Álvaro por TKO no R1
84 Kg – Jordan Smith finalizou Mario Soldado com um mata-leão no R3
84 kg – Mateus Serafin venceu Thomas Saldiva por TKO no R2
73 Kg – Luciano Izzy venceu Enéias Gonçalves por TKO (contusão) no R1

Ler matéria completa Read more
There is 1 comment for this article
  1. little at 1:14 pm

    O evento foi bem legal, pelo menos pela tv. Parabéns Bitetti. Esse tal de Jordan smith realmente foi uma pedreira contra o soldado. lutão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *