Palavras e futuro dos astros do UFC 123

Share it

BJ já tem novo adversário. Fotos: Josh Hedges.

Depois das acirradas disputas neste sábado, em Detroit, os lutadores acalmaram os ânimos e deram as tradicionais entrevistas após o combate. Depois de admitir dentro do octagon que ficou surpreso com o resultado contra Lyoto Machida, o que resultou numa bronca do chefe Dana White, Quinton Jackson mudou um pouco o discurso.

“Meus treinadores disseram que ganhei. Quando estava lutando, só tinha na mente a ideia de nocauteá-lo. No terceiro round, ele veio para cima e esqueci o que aconteceu nos dois primeiros rounds”, comentou.

Rampage surpreso com a vitória.

Antes do desafio, Rampage criticou muito o estilo de luta de Machida, monótono na sua concepção. Na prática, agora tem outra opinião.

“É diferente lutar com Machida e assistí-lo. Tenho agora mais respeito por seu estilo. Gostaria de poder me mover assim como ele. Tenho mais respeito pelo seu estilo, mas ainda não gosto de assistí-lo”, disse.

Sobre a possibilidade de revanche, o que foi comentado por Quinton no octagon, Dana White abafou qualquer chance num futuro próximo.

Combate muito aguardado trouxe BJ Penn contra Matt Hughes, terceira luta entre as feras, que desempatou o placar de uma vitória para cada lado.

“Não penso em ser campeão, não quero esse tipo de coisa na minha cabeça. Só quero lutar agora”, falou BJ, que, segundo Dana White, encara Jon Fitch no UFC 127, na Austrália.

“Quando vi Matt no chão, pensei: tenho que acabar com isso agora e não deixá-lo se levantar. Continuei socando até árbitro intervir. O que eu quero me lembrar? Quero me lembrar do que aconteceu esta noite. Matt é meu ídolo e sempre vai ser”, continuou o faixa-preta de Jiu-Jitsu.

“Ele me acertou forte. Pensei que era uma joelhada ou um chute”, declarou Hughes sobre a derrota.

Falcão chuta alto.

Estreante na organização, Maiquel Falcão surpreendeu quem não o conhecia com ótima vitória contra Gerald Harris, que estava invicto no UFC com três lutas.

“Era um grande adversário e o UFC agora está no meu corpo. Amo isto aqui e hoje foi um dia perfeito para mim. Usei a estratégia e isso foi o caminho para vitória”, analisou.

George Sotiropoulos segue impressionante, agora com sete vitórias no UFC, depois da finalização contra Joe Lauzon. O lutador ainda não vai ter chance pelo título, mas vai pode lutar novamente em casa, na terra dos cangurus.

“Estou realmente contente por lutar novamente na Austrália na minha próxima luta. Depois de alguns dias de descanso, volto a treinar. Mal posso esperar!”, comentou o casca-grossa, que agora vai ter Dennis Siver pela frente.

Ler matéria completa Read more

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *