Abmar Barbosa afia Jiu-Jitsu de fera do UFC

Share it

Joe Lauzon, 26 anos, treina Jiu-Jitsu desde 2001, e seu cartel hoje apresenta19v e 5d. E, mesmo com oito lutas no UFC (6v, 2d), o americano de Massachusetts quer continuar evoluindo.

O atleta do UFC está afiando seu Jiu-Jitsu com o brasileiro Abmar Barbosa, o que vem dando resultado.

Em sua última luta, Joe exibiu um bom jogo de solo e finalizou Gabe Ruediger no primeiro round. Seu próximo compromisso, no dia 20 no UFC 123 – Lyoto x Rampage, será uma prova de fogo: ele enfrenta o australiano Georges Sotiropoulos, faixa-preta da arte suave.

Após mais um treino com Abmar, Joe bateu um papo com o GRACIEMAG.com:

Lauzon aponta para Abmar. Foto: Divulgação.

Qual a importância do Jiu-Jitsu no seu estilo de lutar?

Definitivamente o Jiu-Jitsu é a parte mais importante do meu jogo. Comecei treinando de kimono, e sempre que algo dá errado, eu sempre apelo para ele.
O Jiu-Jitsu reina no MMA. Para mim, porém, o Jiu-Jitsu já começa de pé, quando eu tento derrubar. Puxar para a guarda não é muito inteligente no MMA, mas se o Jiu-Jitsu inclui a parte de quedas, fica imbatível.

Quando você começou a treinar?

Em 2001, quando estava no segundo grau no colégio.

Sua luta no UFC 118 foi a melhor de sua carreira no chão?

Foi excelente, eu estava afiadíssimo em todos os aspectos. Boxe, wrestling e especialmente o Jiu-Jitsu. O cara era um faixa-preta, e mesmo assim eu estava um passo a frente dele a luta inteira.

Como tem sido os treinos com Abmar?

Abmar é o cara que melhor analisa as posições para mim e me explica tudo direitinho, e o treino está rendendo muito. Fazemos muito drill com posições específicas e ele é um sargento, repetindo tudo o tempo todo. O camp para a próxima luta está sendo ótimo, e eu certamente estarei pronto!

Ler matéria completa Read more

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *