Abmar Barbosa e as andanças pelo mundo com o Jiu-Jitsu

Share it

Abmar em ação no Asiático. Foto: Kinya Hashimoto

Sempre uma pedreira nas competições, o faixa-preta Abmar Barbosa viajou pelo mundo para competir e ministrar seminários. Além disso, Abmar ajuda nos treinamentos do lutador do UFC Joe Lauzon, que está com desafio marcado. Cofira o bate-papo do GRACIEMAG.com com o casca-grossa: 

Como está a vida desde que você se mudou do Brasil para competir e dar aulas de Jiu-Jitsu nos Estados Unidos?

Depois que me mudei para os Estados Unidos para viver meu sonho, que é competir e dar aulas, muita coisa boa tem acontecido e muitas oportunidades surgiram. Esse mês que passou, tive o prazer de ministrar vários seminários pelo mundo. 

Por onde esteve?

Minha viajem começou no Havaí. Fui competir o Honolulu Open, organizado pela IBJJF, e consegui a medalha de prata no absoluto. Logo depois disso fui para o Japão, onde eu lutei o Campeonato Asiático e fui  campeão da  minha categoria e do absoluto, tendo fechado com um amigo meu, Marquinhos de Souza, da Bonsai. 

Algum novo projeto? 

Depois do campeonato no Japão, voltei para os EUA para a gravação do meu DVD, que vai ser lançado agora em novembro. Acabando as gravaçõees, fui dar aula na academia filial da Drysdale JJ, no Canadá, onde fiquei por seis dias e ministrei um seminário. Depois fui para Europa, na Irlanda, Bélgica e Holanda, fazendo seminários e aulas. 

É verdade que você também está ajudando na preparação de atletas para o UFC?

Quando estava na Europa, o Joe Lauzon, lutador do  UFC que treina Jiu-Jitsu comigo, me ligou dizendo que iria lutar no UFC 123, no dia 20 de novembro, evento que conta com a luta entre  Lyoto Machida e  Quinton Jackson. Então voltei aos EUA para afiar  o chão e auxiliar o Joe nesse desafio. 

E como é o Jiu-Jitsu do Joe Lauzon? Na última luta, contra o Gabe Ruediger, ele deu show no chão…

Muita gente me pergunta sobre o Jiu-Jitsu dele e qual é a estratégia que montamos  para a luta. Respondo que a nossa meta é estar bem em todos os aspectos. Não quero saber sobre o adversário e sim sobre o Joe. Quero ele bem no Jiu-Jitsu, mas também no cardio, na explosão e na trocação. O Joe tem vários excelentes profissionais para auxiliar ele e, fora isso, é bom por natureza. Ele é muito forte mesmo. Acho o Joe um lutador completo com muita vontade de ganhar sempre. O chão dele é afiado e é muito difícil estabilizar ele em qualquer posição. E se você piscar e der mole,  já era. Ele pega. 

Qual a sua próxima competição? 

Como tenho que treinar o Joe Lauzon para luta dele, não poderei ir para o Sul-Americano, que vai rolar no Brasil. Tenho um aluno americano chamado Garret que vai me representar lá. É um faixa-roxa e recentemente  ficou em vice no Pan e no absoluto  do New York Open, com apenas 70kg. 

E os seminários, continuam?  

Nesse sábado, 22 de outubro, estarei em uma de minhas filiais, a academia Two Swords BJJ. No domingo, vou estar na Intenze MMA Academy, do faixa preta americano Brian Caldwell. Os interessados podem entrar em contato pelo e-mail abmarbarbosa@hotmail.com. Obrigado a todos do GRACIEMAG.com e da revista GRACIEMAG!

Ler matéria completa Read more
There are 2 comments for this article
  1. Rafão at 8:39 pm

    Cara me Amarro no stilo de luta do Abmar, guerreiro em ambos os aspectos, os seminarios dele deve ser muito foda, pra quem gosta de jogar na guarda ele é especialista, quero compra o DVD dele,e alguem sabe se ele tem academia no brasil?
    Parabens Nalty Junior Pela entrevista

Deixe uma resposta para washington Cancel comment reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *