As palavras dos vencedores no Strikeforce

Share it

Diaz contra Noons. Foto: Esther Lin

A noite de sábado foi de combates em San José, na Califórnia, com o Strikeforce. A principal luta da noite, que valia o cinturão de meio-médios, trouxe a revanche entre Nick Diaz e KJ Noons, e o título se manteve com o faixa-preta de Cesar Gracie. 

“Sabia que venceria na decisão, mas estou um pouco desapontado por não terminar com ele no primeiro round (Diaz teve um bom momento na primeira parcial). Estou um pouco surpreso, porque o Noons foi bem castigado. Ele tem o queixo bom”, comenta Diaz.

Na primeira vez que os lutadores se enfrentaram, em 2007, Diaz acabou derrotado devido a um grande ferimento. A luta teve de ser interrompida. Dessa vez, novamente o lutador sofreu um corte no rosto, mas seguiu no combate.

“Eu estava preocupado com o corte, mas o meu corner me disse que não era grande coisa,”disse. 

Apesar de não reclamar da decisão dos jurados, que deram a vitória a Nick, Noons desabafou o desejo por uma terceira luta. Sem problemas: 

“Eu não me oponho a uma terceira luta com o Noons, se ele derrotar mais alguns adversários. Tudo que os fãs quiserem é possível”, encerra Diaz.

Josh Thomson venceu Gesias Cavalcante numa luta dura, em que muitos, inclusive, acreditam que Gesias deveria ter sido o vencedor.

“Eu provavelmente poderia ter lutado muito melhor, mas JZ é um cara muito perigoso, um dos melhores do mundo e, obviamente, era muito importante para mim ganhar. Tentei lutar com segurança”, diz o lutador, que acredita ter sido merecedor da vitória. 

Marloes Coenen usou bem o Jiu-Jitsu e finalizou Sarah Kaufman com um armlock para faturar o título da categoria meio-médio. E a vencedora já tem adversária para defender o cinturão, Miesha Tate, vencedora do GP do Strikeforce.    

“Como eu disse antes, ganhar o título mundial era uma coisa que pode mudar a minha vida”, comemora.   

Woodley contra Galvão. Foto: Asther Lin

Já Tyron Woodley não deu chance a André Galvão e nocauteou no primeiro round. 

“Eu me sinto maravilhoso. Eu sabia que havia machucado ele, mas não tinha certeza se ele estava fingindo ou não. Então tive que ser paciente. É uma tremenda vitória, mas eu realmente esperava que durasse mais tempo”, declara Woodley.

Ler matéria completa Read more

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *