Pioneiro, Gargamel leva Jiu-Jitsu a dar um passo importante na Noruega

Share it

Gargamel à frente da equipe. Texto e foto: Divulgação.

Felipe “Gargamel” Mota, faixa-preta de Vini e Octávio Ratinho Couto, há muito foi convidado a ensinar a arte suave na Europa. Aportou então na cidade de Stavanger, na Noruega.

Quando chegou por lá já havia algumas academias de Jiu-Jitsu. Porém, o esporte ainda estava em nível embrionário e, por isso, nenhuma academia era oficialmente registrada. Logo, o esporte não era reconhecido nas terras norueguesas.

Depois de algum tempo ministrando aulas foi necessário que Felipe solicitasse um visto profissional, com o objetivo de continuar com os trabalhos e, consequentemente, tornar-se um residente permanente naquele país. Gargamel foi ao consulado e solicitou o referido visto.

Para tal, foi necessário preencher uma documentação com uma justificativa oficial de trabalho. Nesse ponto é que residia o problema. Ele disse que era “Professor de Jiu-Jitsu”. Porém, a justificativa não poderia ser aceita pela embaixada porque, conforme dito, o esporte não era uma profissão legalizada, oficialmente reconhecida pelo ministério dos esportes da Noruega. (Confira Gargamel em ação no vídeo a seguir.)

Cogitaram até mesmo colocar outro tipo de profissão para obter o visto. Mas, com uma personalidade forte, Felipe insistiu que a burocracia deveria ser feita da forma mais correta possível, e que seria necessário primeiramente tornar o esporte oficial para depois fazer o registro de professor em tal modalidade.

O processo foi longo e penoso. Já durava mais de um ano quando ele recebeu uma carta diretamente do Governo, que dava os parabéns por todo o trabalho desenvolvido e dizia ainda que ele era de extrema importância para o desenvolvimento da modalidade no país. O processo de registro foi realizado com sucesso. A modalidade passou a ser oficial na Noruega.

Hoje, Felipe é o primeiro a ter um visto oficial como professor de Jiu-Jitsu e o primeiro a ter uma academia oficialmente registrada no Ministério dos Esportes. Felipe fez questão de levar o nome de sua academia mãe, a AKXE BJJ, para a Europa. Felipe faz também preparações físicas para MMA e atua como profissional do esporte, lutando sempre o Europeu da IBJJF.

Ler matéria completa Read more

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *