Aprenda uma boa técnica para finalizar os mais pesados

Share it

Vinicinho e Alan Moraes. Foto: Carlos Ozório

Caio Terra vem impressionando por ser um lutador do peso galo, a categoria mais leve do Jiu-Jitsu, e vencer os pesadões no absoluto, como fez recentemente no Las Vegas Open e no Nacional Americano. 

Entretanto, não é de hoje que os bravos levinhos se aventuram no absoluto com êxito. Atleta da Carlson Gracie, campeão mundial na faixa-marrom e vice mundial na faixa-preta, Vinícius Cruz, o Vinicinho, também aprontava das suas contra os grandalhões. 

No fim da década de 90, num evento numa grande feira de esportes no Rio Centro, Vinicinho venceu a categoria aberta. O lutador bateu dois adversários e fechou na final com o companheiro Vitor Dórea. Na luta que mais chamou a atenção, Vinicinho usou a arma que era especialista: o estrangulamento rodado. Contra o hoje árbitro da CBJJ Maurício Russo, o lutador apertou até finalizar. 

“A gola rodada é excelente arma contra os mais pesados. Salvou a minha pele muitas vezes!”, relembra o casca-grossa.    

No vídeo abaixo, o faixa preta ensina a posição de duas formas. A gola rodada de maneira tradicional e, depois, com os macetes que o próprio desenvolveu. Assista e aprenda aqui no GRACIEMAG.com:   

Ler matéria completa Read more
There are 12 comments for this article
  1. little at 6:10 pm

    Valeu galera da Gracie não apenas pelas tecnicas, mas por informar uma competição que o Russo tenha participado.

    Juro que pensava que o Russo nunca tinha lutado nada. Agora ele até subiu na minha moral. Lógico, sou um cara meio chato!

  2. Galeao at 12:27 am

    Esse era mesmo casca grossa, uma pena que tenha abandonado a arte suave, certamente não foi a toa que o grande MESTRES Carlson Gracie o fez um dos seus principais pupilos…. Bom ver os cascas das antigas mostrando as verdadeiras essências do JJ.

  3. rafael at 11:36 am

    esse russo eh um coitado…nunca ganho nada no jiu jitsu, ngm viu ele lutar, nao sabe arbitrar, nem falar…eh um peso morto na terra esse lixo

  4. Raphael Abi-Rihan at 4:06 pm

    Comentário sobre a matéria: Vinicinho, uma das maiores feras que o Carlson já formou, no quesito Jiu-Jitsu e principalmente caráter e fidelidade.

    Comentários dos “comentários”:
    1)O site é relativamente novo, a revista Gracie é antiga. Algumas pessoas esquecem que o Jiu-Jitsu existe a mais tempo que o Google e Youtube, portanto devem se informar mais com quem realmente vivenciou a época vestindo o kimono e não somente em frente ao computador, nas arquibancadas ou em sites de busca.

    2)Quem não conhece o Mauricio Russo provavelmente não pegou a sua época de competidor e quem o critica como árbitro deveria primeiro passar pelo curso e provas que ele passou.

    3)Vinicinho não abandonou a arte suave. Treina com frequência na academia Carlson Gracie na Figueiredo Magalhães, visita a minha academia esporadicamente e continua incomodando muita gente com o seu rodado.

    4)O público tem liberdade de opinião, isso é muito legal. Porém quando esta for para denegrir ou ofender alguém, deve ser filtrada pelo conceituado site.

    5)Parabéns “Cobrinha” pela matéria!!!

  5. Samir Chantre at 5:17 pm

    Se você é um fã da arte suave, você sempre terá grande admiração por algumas pessoas relacionadas. Vinicinho Cruz e meu mestre Alan Moraes ( ambos no vídeo) são sem duvidas dois desses pra mim. Abi-Rihan, sem duvida mais um no qual admiro muito, mandou muito no comentário como sempre, mas esqueceu de falar que alem do Vinicinho continuar treinando e amassando muita gente, sempre quando pode entra nos campeonatos e representa muito bem nossa esquipe!!

    Oosssssssss

  6. Ian at 11:43 pm

    rafael — 1 de outubro de 2010 @ 11:36

    esse russo eh um coitado…nunca ganho nada no jiu jitsu, ngm viu ele lutar, nao sabe arbitrar, nem falar…eh um peso morto na terra esse lixo
    ________________________________________________________________________
    Comentário infeliz do parceiro, eu particularmente nunca havia escutado falar do russo, não que ele sejá menos importante que algum lutador famoso, mas por falta de conhecimento da minha parte, eu nunca ofenderia um parceiro de jj, muito menos por não conhece-lo, se ele ganhou destaque na matéria e porque o cara e bom ainda mais vindo da equipe que veio, esse rafael e apenas “mais um na multidão”.

    “Empregar o maior tempo no aperfeiçoamento de ti mesmo, e nenhum tempo em criticar os outros”. (graciemag)

    ossssssss…….

  7. Vinicinho at 12:33 am

    Amigos,

    Obrigado pelas palavras, de coração.
    Muito me emocionam, e me estimulam a continuar.

    Um abraço fraterno a todos.
    Carlson vive.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *