A lição de Mir é óbvia, mas verdadeira

Share it

Frank Mir em foto de Josh Hedges

Combate que reuniu um dos melhores lutadores de Jiu-Jitsu do UFC contra um dos maiores strikers da história da modalidade, o desafio entre Frank Mir e Mirko Cro Cop, na noite deste sábado, no UFC 119, tinha a mistura perfeita para um grande show.

Entretanto, na chamada “hora do vamos ver”, em Indianápolis, aconteceu exatamente o contrário. Mir procurou o clinch e deixou sua maior especialidade de lado. Já Cro Cop, mais uma vez bem longe das apresentações que o consagraram, fez um jogo burocrático, deu evidências de que está próximo da aposentadoria.

No último minuto, com uma única joelhada, Mir conseguiu o nocaute. Apesar de ter sido o único da noite, nem assim mereceu o bônus de melhor KO, devido à falta de qualidade da apresentação. Mir sintetiza:

“Meu wrestling precisa melhorar e a defesa de quedas dele é muito boa”, diz o vencedor.

Faltou tudo à luta, mas, no final das contas, a declaração de Mir expressa a realidade nua e crua:

“Pô, eu apenas busquei uma vitória sobre Mirko sem Jiu-Jitsu. Foi meio feio, para ser honesto, mas é melhor uma vitória feia do que uma derrota horrível”.

Ler matéria completa Read more
There are 2 comments for this article
  1. Pereira at 1:46 pm

    Sim o Frank foi conciso e direto, temos visto vários lutadores fazendo excelentes exibições e perdem a luta.

    É feio para quem assiste, é ruim para o UFC ,mas o lutador está lá para obter o único resultado que interessa a vitória.

    Bom mesmo é quando o lutador faz uma excelente exibição, usando todo seu potencial e vence a luta…..

    Pereira Vencendo http://www.twitter.com/pereiravencendo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *