Alliance vence no pesado; estrangeiro decide e GFTeam bate Atos

Share it

Tanquinho busca as costas de Gui Mendes. Foto: Gustavo Aragão

O título dos leves da faixa-marrom e preta não podia ter sido decidido com mais emoção. No placar, 3 a 2. Na torcida, suspiros e olhos arregalados até o cronômetro apitar o fim da quinta e última luta.

Mas deu GFTeam, tricampeã dos leves.

Com uma atuação soberba, o time de Augusto “Tanquinho” Mendes e Theodoro Canal superou a Atos. E graças a um ponto canadense: na última luta, Jacob Mackenzie venceu Eduardo Ramos por uma singela vantagem. Uma vantagem deu o título para a GFTeam carioca.

Na primeira luta da final, um clássico de cara: os faixas-pretas Theodoro Canal e Bruninho Frazatto duelaram para ver quem abriria o placar para sua equipe. Canal raspou de lá, Frazatto raspou de cá e o placar acabou em 4 a 4, com uma vantagem para cada lado. Foi para a decisão dos árbitros: a mão erguida foi a de Theodoro! GFTeam 1 a 0 Atos.

A segunda luta foi entre duas promessas. Zé Carlos (GFTeam) não conseguiu segurar David Ramos (Atos), David venceu ao finalizar com um leglock. GFTeam 1 a 1 Atos.

A terceira foi talvez a luta do sábado. Augusto Tanquinho contra Guilherme Mendes. Mais experiente, mais forte e mais pesado, Tanquinho parou o astro da equipe de Ramon Lemos: passou a guarda e pegou as costas do campeão mundial dos plumas em 2009. GFTeam 2 a 1 Atos.

Na quarta luta, Rafael Mendes vingou o irmão e venceu Denílson Pimenta por 4 a 0. O lutador da GFTeam saiu do dojô duas vezes com a americana no pé encaixada, e recebeu os pontos como punição. GFTeam 2 a 2 Atos.

Na quinta, muito suspense. Jacob Mackenzie, aluno de Roberto Cyborg, encarou a revelação da Atos Eduardo Ramos de igual para igual. Após 2 a 2 no placar, porém, o canadense radicado nos EUA tinha uma vantagem a mais, 2 a 1. GFTeam 3 a 2 Atos!

Peinado contra Vitor Henrique. Foto: Gustavo Aragão

Já a Alliance foi bicampeã no peso pesado, ao marcar 3 a 1 na GFTeam. Com o campeão mundial dos pesados, Bernardo Faria, escalado, a expectativa era por um duelo entre ele e Rodolfo Vieira. Mas não rolou.

A Alliance começou na frente abrindo logo 2 a 0. Primeiro, Antonio Peinado enfrentou Vitor Henrique e finalizou com um bonito armlock. Alliance 1 a 0 GFTeam.

Bernardo Faria entrou no dojô logo depois, e finalizou a pedreira Ricardo Evangelista, com um triângulo. Alliance 2 a 0 GFTeam.

Rodolfo Vieira entrou então em ação e fez o ponto da GFTeam. O aluno de professor Julio Cesar finalizou Rafael Bettega com um estrangulamento, confirmando sua grande fase. Alliance 2 a 1 GFTeam.

Na última luta, Fabiano “Boi” encarou Vinícius Marinho e aplicou um leglock, encerrando a disputa de altíssimo nível. Alliance 3 a 1 GFTeam!

Confira o restante da cobertura, com o caminho até as finais e os resultados em todas as faixas, clicando aqui.

Ler matéria completa Read more
There are 3 comments for this article
  1. BRUNA at 10:11 pm

    Até onde a amizade entre árbitros pode influenciar em uma luta ?
    Os árbitros deveriam ser mais imparciais quanto a amizade e luta , pois alguns deixam ser influenciados na luta isso faz com que o resultado nem sempre seja o CORRETO .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *