Toney: três tapinhas e meio milhão em menos de um round

Share it

Toney no sufoco contra Couture. Foto: Josh Hedges

No UFC 118, que aconteceu no ultimo sábado, em Boston, a luta principal foi entre Frankie Edgar e BJ Penn, a disputa pelo cinturão de leves. Entretanto, nem por isso o salário mais alto foi destinado aos protagonistas de tal combate. 

A bolada também não foi para Randy Couture, membro do hall da fama da organização e um dos maiores ídolos da modalidade nos EUA. O maior salário foi para James Toney, fera do boxe que jamais havia se apresentado no MMA. Apenas 3min19s no octagon, tempo em que o lutador sucumbiu diante de um justo katagatame aplicado por Couture – diga-se, sem muito trabalho -, foram suficientes para o pugilista faturar 500 mil dólares. 

Confira as bolsas pagas na edição:   

Frankie Edgar: US$96,000
B.J. Penn: US$150,000

Randy Couture: US$250,000
def. James Toney: US$500,000

Demian Maia: US$68,000
Mario Miranda: US$8,000

Gray Maynard: US$46,000
Kenny Florian: US$65,000

Nate Diaz: US$60,000 + US$60, 00 (melhor luta)
Marcus Davis: US$31,000 + US$60, 00 (melhor luta)

Joe Lauzon: US$24,000 + US$60, 00 (melhor finalização)
Gabe Ruediger: US$8,000

Nik Lentz: US$22,000
Andre Winner: US $10,000

Dan Miller: US$30,000
John Salter: US $8,000

Greg Soto: US$12,000
Nick Osipczak: US$10,000

Mike Pierce: US$24,000
Amilcar Alves: US$6,000 

Não houve prêmio pelo melhor nocaute, pois não houve nocautes na edição.

Ler matéria completa Read more
There is 1 comment for this article
  1. Reginaldo at 4:27 pm

    Porque os atletas do boxe são os que tem melhor bolsas mesmo tentando lutar MMA, Mr Dana pagou o boxer Toney né? Então poderia aumentar as bolsas do atletas do MMA. O Tito Ortiz esta certo gente

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *