Couture mantém humildade e Toney não pode mais provocar

Share it

Foto: Josh Hedges

No chamado desafio MMA x boxe, Randy Couture derrotou com facilidade a pedreira do pugilismo James Toney no UFC 118, neste sábado, em Boston. Depois de quedar, um katagatami justo definiu tudo em apenas 3min19s de luta.

“Foi exatamente o que eu treinei para fazer. Eu sabia que, com o boxe do Toney, o single leg seria uma boa opção. Além disso, tenho trabalhado esse triângulo de braço por mais de um ano”, comenta o veterano, de 47 anos.

“Eu acho que, apesar de ele ter treinando nove meses para esta luta, são muitas coisas para aprender em tão pouco tempo”, completa Randy.

Apesar de ter recebido muitas provocações do oponente, o “Capitão América” elogia o oponente:

“Eu lhe dou crédito por ter estado aqui.”

Já Toney mudou o tom da prosa, apesar de ter uma análise um tanto equivocada das habilidades no vale-tudo.

“Ele me pegou, ele me jogou no chão e eu não pude me levantar novamente. Meu jogo de chão é bom, só enfrentei um grande lutador. Estarei de volta, não sou molenga”, declara.

Ler matéria completa Read more
There is 1 comment for this article

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *