UFC 117: Anderson toma sufoco, mas finaliza

Share it

Anderson levou sufoco, mas manteve o título. Foto: Josh Hedges

O UFC 117 trouxe emoção até o último instante na noite deste sábado, em Oakland, na Califórnia. Anderson Silva lutou com a costela fissurada, e nunca ficou tão próximo de perder o cinturão de médios. Um armlock tirado da cartola nos instantes finais salvou o Aranha contra Chael Sonnen. No desafio EUA x Brasil, melhor para os americanos por 3 a 2.

Anderson Silva x Chael Sonnen

Sonnen prometeu, e deu o maior sufoco que Anderson Silva já sofreu no UFC. No primeiro round, até na trocação o americano foi melhor. No restante da luta, apesar de alguns bons momentos do Aranha na trocação, Sonnen aplicou boas quedas e trabalho bem o ground and pound. Quando não parecia ter como piorar para o campeão, Silva ainda escorregou no quinto assalto, o que abriu a provável brecha final para o triunfo do oponente. Entretanto, ao chão, o Aranha fez prevalecer a fama de melhor lutador da atualidade. Encaixou um triângulo, puxou o braço no armlock, e fez o desafiante bater discretamente. Como fez contra Paulo Filho, no WEC, Sonnen alegou que não foi finalizado. Mas não teve jeito. A atitude só faz piorar a desgastada imagem do americano.   

Jon Fitch x Thiago Pitbull

Faixa-preta de Jiu-Jitsu e com o wrestling afiadíssimo, Jon Fith controlou todo o desafio contra Thiago Pitbull. Nos três rounds, aplicou boas quedas e trabalhou bem no chão. Thiago tentou reagir com uma bela raspagem e poucos bons momentos na trocação, nada que levasse muito perigo. No assalto final, o americano conseguiu ainda pegar as costas, de onde deu trabalho. Estratégico como sempre, Jon Fitch mereceu a vitória por decisão unânime. Agora tentará repetir a dose pelo cinturão de meio-médios, hoje com Georges St. Pierre.   

Rafael dos Anjos x Clay Guida

A luta foi equilibrada na primeira parcial, com ligeira vantagem para Rafael dos Anjos, que conectou um bom soco e quedou. No intervalo, deu para ouvir pela transmissão de TV o brasileiro reclamar de uma contusão no maxilar. Isso seria decisivo. No segundo assalto, Guida derrubou e trabalhou no ground and pound. Fez o mesmo na terceira parcial, quando ganhou a meia-guarda e fez pressão com o ombro no rosto do adversário. Com muita dor no maxilar, Rafael optou por desistir e bateu.

Matt Hughes x Ricardo Cachorrão  

Cachorrão fazia uma boa luta contra Matt Hughes na trocação, onde conectava os melhores golpes. Mas Matt provou porque é um dos grandes astros do UFC. Acertou um potente soco, que mudou completamente o combate. Cachorrão caiu em knockdown, momento em que Matt partiu para uma justa guilhotina, golpe que acabou com as chances do brasileiro.

Junior Cigano x Roy Nelson 

E para quem pensava que a noite não seria de clima EUA x Brasil, no primeiro combate da noite já era possível ouvir o público cantando ‘USA, USA’. Roy Nelson vendeu caro, afinal, estava em jogo a chance pelo cinturão de pesados. No round inicial, Cigano atacou com seus poderosos uppers. Derrubou Nelson duas vezes em knockdown e parecia que iria definir. Gordinho, Nelson resistiu, fez o brasileiro lutar os três rounds pela primeira vez no UFC, mas pouco levou perigo ao oponente. Com 26 anos de idade, Cigano agora vai ter a chance pelo título. Encara o vencedor da luta entre Brock Lesnar e Cain Velasquez.

Confira todos os resultados:

UFC 117
Oakland, Califórnia, Estados Unidos
Sábado, 7 de agosto de 2010

Anderson Silva finalizou Chael Sonnen com um armlock do triângulo aos 3min10s do R5

Jon Fitch  venceu Thiago Pitbull por decisão unânime

Clay Guida finalizou Rafael dos Anjos (desistência) a 1min51s do R3  

Matt Hughes finalizou Ricardo Cachorrão com uma guilhotina aos 3min15s do R1  

Junior Cigano venceu Roy Nelson por decisão unânime

Rick Story venceu Dustin Hazelett por TKO aos 1min15s do R2  

Phil Davis venceu Rondey Wallace por decisão unânime

Johny Hendricks venceu Charlie Brenneman por TKO aos 40s do R2

Tim Boetsch venceu Todd Brown por decisão unânime

Stefan Struve venceu Christian Morecraft por TKO aos 23s do R2

Dennis Hallman venceu Ben Saunders por decisão unânime

Ler matéria completa Read more
There are 3 comments for this article
  1. Germano Marini at 2:18 am

    Será que alguem notou que o Anderson entrou de kimono porque será, cada dia que passa eu me impressiono mais com o Anderson, esse cara é mesmo de outro mundo, provou para o chael que “sonner” or later, o jiu-jitsu, que ele tanto criticou, lhe ensinaria uma lição, respeite a arte suave, ou então de os três tapinhas.

  2. Vagner at 2:19 am

    Exonerado, maltratado, humilhado em 4 rounds, Anderson lembrou minota contra Bob Sap. Só o jiu jitsu salva. Lindo, lindo lindo…..Obrigado Anderson.obrigado….. Parabéns.

    Vagner

  3. MÁRCIO at 2:36 am

    O MATT HUGHES É CASCA GROSSA, LENDA VIVA. PORÉM, CACHORRÃO, DEMONSTRA NÃO ESTAR APTO A LUTAR COM OS MELHORES, PERDEU EM SUA ESPECIALIDADE.
    ABRAÇO, E QUE TENHAMOS MAIS SORTE NA PRÓXIMA.

Deixe uma resposta para MÁRCIO Cancel comment reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *