Treina com Guy Ritchie, pensa como Tarantino

Share it

O cineasta Quentin Tarantino, em foto de divulgação.

“O verdadeiro artista não trabalha pensando no conjunto da obra, na repercussão do seu trabalho. Para realizar algo grande e genuíno, ele pensa apenas no que está trabalhando agora. E vai fundo, até o fim não importando o que os outros digam, porque é capaz de morrer pelo que acredita, pelo que ama”.

A frase podia ser de qualquer grande lutador, mas foi dita pelo diretor, roteirista, produtor e ator Quentin Tarantino, de 47 anos, no programa de TV “Iconoclastas”. “Eu me sentia capaz de morrer para realizar ‘Pulp Fiction’ e ‘Cães de Aluguel’, por exemplo”, continua o cineasta americano.

O curioso é que as ideias de Tarantino se afinam com a de outro premiado artista que também tem quebrado paradigmas, Roger Gracie – professor que, aliás, dá aulas para outro cineasta, o diretor inglês (e faixa-marrom duro) Guy Ritchie.

Como o leitor de GRACIEMAG pode aprender na edição deste mês, Roger, 28 anos, não liga para a carreira, para o conjunto da obra, tampouco se impressionou com o inédito tricampeonato mundial absoluto, conquistado em junho último. Roger, um lutador que sempre busca a verdade nas suas lutas, diz que ainda pode ir muito mais fundo.

É esta talvez a principal aula que a sua revista favorita de Jiu-Jitsu traz para você, além da cobertura exclusiva desse histórico Mundial 2010, com todos os bastidores emocionantes, por vezes hilários, empolgantes e por vezes instrutivos.

Roger Gracie no Mundial 2010, em foto de Ivan Trindade.

O que faz Roger pensar desta forma? O que o professor da Gracie Barra radicado em Londres ensina sobre aprendizado nas derrotas versus aprendizado nos treinos? O que Roger Gracie faz de diferente nos treinamentos?

Numa entrevista exclusiva, recheada de perguntas de todos os outros faixas-pretas campeões mundiais, Roger revela tudo como nunca antes. O leitor que tiver a coragem de encarar o Gracie nesse paredão, vai aprender, no fim das contas, por que o recorde de Roger não é marcante somente para ele, ou para a família Gracie, ou para o mundo do Jiu-Jitsu esportivo. É, fundamentalmente, uma lição para você leitor, praticante comum.

Corra até a banca e garanta a seu exemplar, e confira o que mais a GRACIEMAG traz, clicando aqui. Adquira enquanto é tempo, e leve ainda para a casa uma reportagem sobre bom descanso, um Plano de Aula imperdível, Ginástica Natural…

Ler matéria completa Read more

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *