Saulo Ribeiro: “No master lutamos mais Jiu-Jitsu”

Share it

Saulo em foto de Kid Peligro

GRACIEMAG.com confirmou a presença de Saulo Ribeiro no Internacional de Masters e Seniors, evento que tem início no dia 22 de julho, no Rio de Janeiro. Saulo, um dos grandes competidores na história da arte suave, vem com um time forte para se apresentar no Tijuca Tênis Clube. A intenção, além de vencer peso e absoluto, é trazer de volta o troféu de campeão para a Gracie Humaitá, já que na última edição do evento a equipe foi batida pela Gracie Barra.

Como está a preparação para este evento?

O treinamento está uma maravilha. Estamos com uma equipe muito estruturada nos Estados Unidos nesses 10 anos que eu e o Xande (Ribeiro) trabalhamos aqui. Selecionamos alguns atletas a dedo para pegar esse título de volta. Vamos com o primeiro time.

Saulo na Universidade do Jiu-Jitsu com Royler e Xande. Foto: Kid Peligro

Você vai lutar mesmo?

Vou lutar peso e absoluto. Estou indo com um aluno meu e queremos fechar a categoria.

Qual a principal diferença de lutar no master?

Já lutei vários eventos de master aqui nos Estados Unidos e acho que não muda muita coisa. A diferença é que a gente luta mais Jiu-Jitsu. Não tem aquela preocupação de auto-afirmação. O Jiu-Jitsu está ficando feio por causa disso, o pessoal se esquece de lutar. Quando somos mais antigos, prezamos outras coisas. Ultimamente acontece o Jiu-Jitsu de quem quer ganhar e não o de quem quer lutar. O master mantém a tradição viva.

Contra Jeff Monson Saulo vestiu a parte de cima do kimono e se despediu do adulto no ADCC. Foto: Carlos Ozório

Então você vai para lutar com tudo mesmo?

Vou para o pau. Se ficar em pé é derrubar, se ficar por cima passar a guarda e se ficar por baixo finalizar. Vamos lá para jogar todas as fichas e apresentar o nosso trabalho aqui nos Estados Unidos. Chego no Brasil na próxima semana. Vamos fazer um trabalho de primeira com o Rolker Gracie e estaremos todos afiados. Não luto no tijuca desde o combate contra o Roger. Vai se uma grande emoção voltar lá.

Ler matéria completa Read more
There is 1 comment for this article

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *