O Jiu-Jitsu do campeão mundial de muay thai

Share it

Cosmo (de azul) treina com outra fera do muay thai, Diego Sebastião. Foto: Carlos Ozório

Campeão mundial de muay thai pela WPMF, campeão intercontinental pela WMC, campeão do It’s Show Time e campeão do Kings Cup, maior evento da Tailândia, Cosmo Alexandre não é apenas o maior striker brasileiro da atualidade, mas um dos mais respeitados em todo o planeta. O lutador espera estrear no MMA em breve e, para isso, se entregou aos treinamentos de Jiu-Jitsu com o professor Marcelo Nigue, na Memorial Arena Gracie Santos, em São Paulo.

GRACIEMAG.com conversou com a fera, confira:

Como está a preparação para estrear no MMA?  

Estou treinando muito com o Marcelo Nigue, trabalhando muito a parte de chão. No começo, treinava apenas o anti-jogo no chão, para o juiz mandar levantar. Mas, como não gosto de fazer nada pela metade, disse ao Nigue que queria treinar de kimono também para surpreender. Quero finalizar e raspar. Treino muito de kimono e estou preparado. Só espero a estreia mesmo.

Faixa-azul, Cosmo arrisca algumas raspagens. Foto: Carlos Ozório

Mas você já tinha experiência no Jiu-Jitsu?

Há um tempo atrás,  cheguei a treinar. Mas era meio na brincadeira. Sério mesmo só agora. Achei que não ia gostar tanto, porque o pessoal striker tem aquele preconceito com o Jiu-Jitsu. Mas estou surpreso e, como lutei muay thai tem umas duas semanas, estou treinando agora mais chão que em pé. Estou treinando Jiu-Jitsu e não paro mais.

Você já morou na Tailândia. Como foi essa experiência?

Sabia que tinha que fazer alguma coisa para a minha carreira, porque era difícil viver do muay thai no Brasil. Então quis ir para a nata do esporte, onde o muay thai é o maior do mundo. Fui passar um ano na Tailândia e sempre volto. Não há nada melhor e todo lutador de muay thai deveria ir, não apenas pela luta, mas pela cultura do esporte.

Como foi participar de um reality show de muay thai, que teve bastante sucesso na Europa?

Foi muito bom. Já tinha um mercado bom na Ásia, mas precisava abrir as portas na Europa. Fui para a final do programa e acabei perdendo por pontos, mas foi onde tudo começou para mim a Europa.

Em ação no muay thai. Foto: Carlos Ozório

Porque não te chamam para o K-1? Tem essa expectativa?

Hoje, para mim, lutar no It’s Show Time é melhor que estar no K-1. Primeiro, porque consigo lutar na minha categoria de peso, que não existe no K-1. Lá tem até 70kg ou então a categoria de pesadões.Depois, porque no K-1 tem uma burocracia muito grande de demoram muito a pagar as bolsas. Além disso, hoje, na Europa, o It’s Show Time é muito maior que o K-1. Lá eu posso lutar em outras organizações, porque não há exclusividade, apesar de eu ser o atual campeão 77kg. A galera valoriza muito o evento na Europa e estou tranquilão lá.   

Quer ver a fera em ação? Então assista ao vídeo abaixo alguns dos melhores momentos de Cosmo:

Ler matéria completa Read more
There are 4 comments for this article
  1. Claudia Secaf at 4:59 pm

    Olá,

    estamos à procura de “Lutadores de Vale Tudo” – MMA (Mix of Marcial Arts) – Profissionais/Amadores de Todas Etnias para um Projeto de Publicidade em fase de aprovação.

    Interessados enviar os dados abaixo preenchidos e fotos simples de rosto e corpo para claudia@retratofaladocasting.com até sexta-feira dia 27/08/2010.

    Nome Completo:
    Apelido:
    Altura:
    Peso:
    Telefone Móvel:
    Telefone Fixo:
    Telefone Recado:

    Site:
    Link youtube:

    Se essa oportunidade estiver diafora do seu perfil, por favor, reenvie para possíveis interessados e qualquer dúvida, por favor, entre em contato.

    Grata.

    Claudia Secaf
    Diretora de Casting
    claudia@retratofaladocasting.com
    11 3813-7941 – R 114

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *