Treino de Demente: “O Galvão bota o kimono, mas o Jacaré é fissurado”

Share it

Ricardo Demente em foto de Ivan Trindade

Ricardo Abreu, conhecido nos dojôs como Demente, era apontado como uma das pedras no caminho de Roger Gracie no Campeonato Mundial. A luta não aconteceu no absoluto, porque o lutador não disputou a categoria. Mas foi o combate da decisão do superpesado. 

Demente foi o único não finalizado pelo Gracie, derrotado nos pontos (13 a 2). Para o próximo ano, em que também deve estrear no MMA, o faixa-preta conta com a ajuda de duas pedreiras para atingir os objetivos: Ronaldo Jacaré e André Galvão.   

Confira o bate-papo: 

O que achou da sua participação no Mundial de Jiu-Jitsu? 

Dessa vez entrei bem melhor que no ano passado. Estava bem preparado fisicamente e mentalmente. Não pude lutar muito de pano, por causa de alguns problemas que tive nos treinos. Acabei não treinando tanto de pano, mas, apesar disso, lutei bem mais calmo que no ano passado. 

Contra Roger, resistiu até o fim. Foto: Ivan Trindade

Você começo vencendo o Roger, mas depois ele virou o placar. O que houve? 

Na minha luta contra o Roger, senti que tinha espaço. Estava confiante, mas a minha pegada cansou muito e ele é um adversário muito justo e técnico. Qualquer detalhe é uma brecha para ele conquistar espaço e avançar. Aí, depois tem que fazer a maior força e gastar muita energia. Me desgastei muito. O Roger é um cara que luta muito calmo e isso faz diferença. Ele deu show, mas não desisti e lutei até o final. Fiquei de cara de chegar até o fim e agora só me resta treinar ainda mais. 

É verdade que o Jacaré costuma vestir o kimono e sair no pau com você? 

O Jacaré e o André Galvão. Eles botam o kimono direto e treinam comigo, lógico, conciliando com a preparação deles para o MMA. O Jacaré gosta muito de treinar de pano e está sempre disponível. O André gosta de treinar de kimono, mas o Jacaré é fissurado. Ele sente falta do pano. 

Armando o estrangulamento. Foto: Carlos Ozório

O que eles te ensinam?  

Aqui há uma energia e um nível técnico no treino que eu não tinha antes. O Jacaré é um atleta muito bom e com a experiência que ele tem agora no MMA evoluiu muito. Nossos treinos pegam fogo. O André Galvão também tem uma parte técnica gloriosa, ele sabe muitas posições. Tenho que tirar proveito disso e fico entusiasmado, porque sei que tem muita coisa para crescer.

Em breve faço a minha estreia no vale-tudo” Ricardo Demente

Veremos você novamente em ação neste ano? 

Quero lutar ainda algumas competições este ano e fazer a transição para o MMA. Até o final do ano ou início do ano que vem faço a minha estreia no vale-tudo. Vejo que o nível da galera aqui está muito superior, ainda tenho muito que aprender. Mas espero estar bem para estrear em breve. 

Como seguirá o trabalho? 

Não estou com nenhuma lesão. No início do ano fiquei com o joelho debilitado e não podia correr e fazer muita coisa. Tenho feito um trabalho voltado ao Jiu-Jitsu na XGYM e a perspectiva é melhorar bastante.

Ler matéria completa Read more

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *