Boxeador num dia de Jiu-Jitsu

Share it

Maldonado tenta a chave kimura. Foto: Carlos Ozório

Paulo Filho foi a grande atração do Memorial Fight, que aconteceu no dia 4 de junho, em Santos. Mas outra fera no card foi Fabio Maldonado. Conhecido pelas habilidades no boxe, nocauteador, o lutador surpreendeu ao aplicar o Jiu-Jitsu contra o peruano Jackson Moura. 

“O mundo está mudado! O Paulão nocauteou e eu finalizei!”, brincava, depois da guilhotina que lhe deu a vitória. 

“Estou treinando bastante. Sei que o meu Jiu-Jitsu é um pouco limitado, mas treino muito chão. Faço muitas posições e tenho uns quatro golpes bons. Estou tentando melhorar”, completou. 

A busca pelo combate no chão foi, em parte, pelas avarias sofridas no Bitetti Combat, quando travou dura batalha contra o holandês Jeffie Gibbs. 

“Estava preocupado com a minha costela por causa de uma joelhada na luta contra o Gibbs e esse peruano era invicto no boxe profissional. Estou há cinco anos sem um treinador de boxe, isso faz muita diferença. Num erro de distância, algo que piora pela falta de treinamento,o Gibbs me encaixou uma joelhada dura”, conta Maldonado, que, apesar da finalização, garante que não mudará o estilo. 

“Adoro trocar e boto a cara mesmo. Com essa luvinha vai ser sempre assim. Para mim é pessoal. É até um defeito ser orgulhoso, mas eu vou sempre trocar mesmo”, finaliza.

Ler matéria completa Read more

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *