Arona mostra os caminhos a Werdum

Share it

Ricardo Arona. Foto: Carlos Eduardo Ozório

Fabrício Werdum vai ter pela frente o maior desafio da carreira. No dia 26 de junho, o gaúcho encara Fedor Emelianenko no Strikeforce. Essa experiência quem já teve foi Ricardo Arona, no dia 22 de dezembro de 2000, quando encarou o russo no Rings. Arona perdeu numa decisão que muitos contestam, mas cabe lembrar que o Rings tinha algumas regras especiais, para não dizer confusas. Independente disso, a fera de Niterói passa algumas informações que podem ser úteis a Fabrício.    

“O mais perigoso contra o Fedor é a meia distância. Ele é muito perigoso nesse espaço, seja em pé ou ao chão. É preciso se aproximar em determinado momento da luta para derrubar. Quando for essa hora, deve ficar perto, jamais na meia distância”, diz o lutador à NOCAUTE

Como principal arma, Arona confia no forte Jiu-Jitsu de Werdum, campeão na última edição do ADCC. 

“Realmente, o chão é o lugar onde o Fedor pode ficar mais fragilizado, ainda mais se ficar por baixo”, aposta. 

Para saber o que Werdum espera para a luta e mais sobre as dicas de Arona, vá às bancas e garanta a NOCAUTE #88

E, se quiser analisar mais uma vez o combate de Arona contra Fedor, assista abaixo: 

http://www.youtube.com/watch?v=-UFqL9dhkQI 

http://www.youtube.com/watch?v=PraE0Utr8AA

Ler matéria completa Read more
There are 12 comments for this article
  1. Osmar Fontes at 10:03 am

    É bom o Werdum aprender com o Arona essas dicas, pois ele já vence o russo uma vez. Esperamos que o brazuca o vença por que o Fedor já ta merecendo perder uma ne? hehe Boa Sorte!! OSS

  2. souza at 10:50 am

    Se o Arona lutasse VT com o Fedor, ele não passaria de um assalto.
    A luta que o Arona fez c/ o Fedor, não valia socar no rosto quando se estivesse no chão, por isso, Arona nunca vai bater o Russo gordinho!

  3. leonardo fiuza at 3:30 pm

    Pô, tem gente que fala muita “M”. Tipo, Ah o Arona ganhou, o Fedor não
    acertou um soco. Não sabem o que estão falando, 1º essa luta não foi pelo Pride foi pelo Rings, ou seja, regras completamente diferentes, praticamente não é uma luta de MMA. Porque se fosse o Fedor arrebentaria com o Arona no 1º round.
    Também acho que o Arona foi muito bem, soube explorar as regras do evento, mas numa luta de MMA… não dá nem para aquecer.

  4. Jeovah Santos at 9:35 pm

    Falaram a mesma coisa e ainda pior sobre o Werdum e queimaram a lingua.
    Vamos valorizar nosso pais, pois la fora os Brasileiros so tem valor se forem tops, os demais são menospresados ao extremo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *