Mundial 2010: faixa-preta com tempero italiano

Share it

Andrea Verdemare, 25 anos, respeita demais seus oponentes Bruno Malfacine, Caio Terra, Felipe Costa e Bernardo Pitel, assim como os japoneses.

Mas afirma, divertido: “Não sou o favorito, mas também sou primeiro!”

O peso-galo Andrea é de fato uma raridade nesse Mundial 2010, que começa 3 de junho. É um italiano faixa-preta. O primeiro a competir no adulto, ele mesmo pesquisou.

“Treino em Roma mesmo, desde 2002, com o professor Federico Tisi, na academia Tribe Jiu-Jitsu Roma”, ele começa. “Treino e ensino bastante, mas acredito que o que me distingue dos outros competidores é que eu trabalho oito horas num escritório. Isso me impede de treinar, descansar e treinar novamente como os lutadores profissionais fazem”.

Sim, Verdemare é professor de Jiu-Jitsu nas horas vagas; durante o expediente, trabalha no desenvolvimento de software para uma companhia de tecnologia da informação.

“Para mim é extremamente difícil alcançar o nível dos lutadores de elite com minha rotina, mas continua sendo meu sonho, é aonde eu quero chegar. E para isso eu sacrifico tudo, todo meu tempo e minha energia, porque meu sonho é ser um campeão”, diz o italiano, que já viveu uma experiência “à la Jacaré” num Mundial.

“Lutei todos os Mundiais desde 2006, no Rio. Meu melhor resultado foi uma prata em 2008, na faixa-roxa. Me senti um pouco como o [Ronaldo] Jacaré, pois meu oponente na semifinal quebrou meu pulso mas continuei e venci. Na final, não deu, pois lutei somente com uma das mãos”, relembra.

Andrea já venceu diversos torneios na Europa, mas é famoso na Itália por uma vitória sem kimono: com 56kg, ele finalizou um oponente de 115kg numa edição nacional do ADCC.

“Foi uma verdadeira demonstração da técnica sobre a força”, diz ele, que como todo bom italiano, finaliza reclamando… Da GRACIEMAG: “Após minha estreia na preta no Europeu 2010, em janeiro, a revista escreveu que o Bruno Malfacine me maltratou na luta. Mas quando se luta contra um campeão do nível dele, o negócio é não errar nem deixar espaço para ser finalizado. Eu não podia dar as costas para ele, pois aí sim sabia que eu não teria saída. Mas quem assistir à luta no YouTube vai poder apreciar meus ataques e minhas escapadas”.

E quais as expectativas do bravo e pequeno gladiador no Mundial 2010? “Espero honrar o Jiu-Jitsu esportivo. E quem sabe surpreender vocês!”.

Estamos de olho. Para conferir toda a cobertura do Mundial, não perca o Blog GRACIEMAG no Mundial.

Ler matéria completa Read more
There are 2 comments for this article
  1. Gabriel at 2:06 pm

    que é isso ? o malfacine fez mais de 20 pontos e depois finalizou bonito no leg-lock e o cara de pau ainda reclama q disseram que ele foi maltratado…mas se foi mesmo, rsrsrs

    realmente é muito difícil no nível que o esporte tá hj um cara ganhar na faixa preta sem se dedicar somente a treinar, ele nunca vai ganhar mas merece respeito só pela coragem de ir lá lutar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *