Roger: “A luta foi como eu esperava”

Share it

Na estreia pelo Strikeforce, no último sábado, em St. Louis, Roger Gracie não se impressionou com a experiência do oponente Kevin Randleman. Chegou à terceira vitória no MMA ao melhor estilo arte suave, com um mata-leão, aos 4min10s do segundo round.

Agora as atenções voltam para o kimono, já que o faixa-preta vai com tudo para um inédito tricampeonato absoluto no Mundial Jiu-Jitsu.

Com a mesma serenidade que encara os adversários, Roger conversou com o GRACIEMAG.com. Confira o papo:

Como analisa a sua luta contra o Kevin Randleman, um adversário que tinha 31 lutas no cartel?

Acho que tive uma certa vantagem por causa da minha altura e a luta foi mais ou menos como estava esperando. Imaginava que ele teria dificuldade em me acertar por causa do meu tamanho. Então trabalhei muito o jab para esperar a hora certa de ir para o chão. Consegui surpreendê-lo com aquela joelhada, algo que nem eu estava esperando. Foi uma coisa de momento e depois apenas aproveitei a chance e parti para dentro.

Renzo comemora com Roger Gracie. Foto: Esther Lin / Strikeforce.

Você se mostrou tranquilo na trocação e conseguiu o knockdown com a joelhada. Como se sente nesse quesito?

Mais ou menos. A minha parte em pé já melhorou bastante, mas a maneira que vou usá-la vai sempre depender do meu adversário. Minha confiança vai ser sempre no chão e é aonde eu vou tentar levar a luta. Mas o combate começa em pé e a gente tem que estar sempre preparado para esse momento. Vai depender do oponente. No momento que eu não tiver confiança, vou tentar levar mais rapidamente para o chão. É como aconteceu com o Kevin. Vi que estava difícil ir para o chão, então esperei o momento melhor e deixei a luta correr mais.

Você sentiu alguma pressão para esta luta, por causa das derrotas do Renzo e Rolles?

Minha cabeça para a luta estava ótima. Encarei como qualquer outra luta que já fiz no Jiu-Jitsu ou MMA. Entrei calmo, consciente e acho que isso é o mais importante. Estava na boa e a pressão foi como a de qualquer luta.

Veremos você mais constantemente no MMA? Foi tranquilo descer de peso para a luta?

O meu plano é fazer mais lutas e ficar nesse peso mesmo (93kg). É fácil para mim perder esse peso. Seria muito mais difícil lutar com alguém mais pesado do que contra alguém do meu peso. Não foi um sacrifício muito grande e é melhor que lutar contra alguém de 130kg.

O mata-leão contra Rendleman. Foto: Esther Lin

Randleman esperneou bastante no chão. Foi difícil prendê-lo ali?

Quando ele caiu, vi que estava meio grogue. Me atirei na montada e ele quase saiu. Talvez tenha me precipitado, porque quis ir direto no katagatami. Ele quase levantou, mas consegui dominar e ir para as costas. Aí foi só aquele trabalho constante de apertar o pescoço.

 

Roger faz o "cobertor" no Mundial 2009. Foto: Alicia Anthony

Vai lutar o Mundial de Jiu-Jitsu, mesmo? O treinamento para essa luta de MMA pode ter atrapalhado o de Jiu-Jitsu?

 

Vou lutar o Mundial, sim. Já, já estou de volta aos tatames! Acho que essa luta não atrapalhou em nada. Vou botar o kimono agora e treinar o específico e não acredito que nada atrapalhará.

Como está a expectativa para tentar o tri no absoluto?

A expectativa é igual a de sempre. Vou entrar como sempre entrei e vamos ver o que acontece.

Ler matéria completa Read more
There are 5 comments for this article
  1. rona at 6:45 pm

    foi como eu disse… humildade, respeito e muita disciplina… e ainda vai direto para o mundial de kimono, igual a essa fera não tem e nunca teve…

  2. Daniel Ribeiro at 7:45 pm

    o cara tá se tornando uma das principais lendas mesmo no esporte. confiante, equilibrado e um lutador acima da maioria. Atualmente nós temos excelentes lutadores de jiu jitsu, mas existem uns que se destacam entre eles, Roger Gracie é um exemplo disso e de pé no chão.

  3. isaias bsb at 8:55 pm

    Roger é super serio, sereno , fala pouco, objetivo, respeita todos, diferente duma galera ai que nunca chegou perto dele em titulos e experiencia como professor. MAS seu oponente vem de diversas derrotas e isso tira um pouco do peso da sua vitoria. Randleman foi campeão ha muuuuuiiito tempo atras. Seus 38 anos pesaram totalmente contra.Roger não tem ainda background para enfrentar os lutadores de 93kg do UFC. Vamos comemorar com moderação.

    O mestre Renzo vem duma geração mais marrenta, duma outra epoca onde não existia muita diplomacia e foi normal fazer comentarios exagerados (também sobre as qualidades do prof Rolles) e os resultados não foram brilhantes. Mas ele tem fibra e tradição e vai voltar a dar alegria aos fãs sem duvida.

  4. Little at 12:57 am

    Esse Mudial vai pegar fogo. Mas com o Roger sem ter se preparado tanto de kimono e o Xande também se dedicando mais ao MMA, será que não dá um campeão diferente?

  5. Domani Souza at 7:38 am

    Sou da Gracie Barra PE e admirador do trabalho do Roger. 1ºLugar pra ele e 2º Bráulio Estima os melhores do Jiu-jitsu do mundo. Acontece que Roger precisa fazer definições quando partir para trocação. É fato que ele está iniciando na trocação e isto é perigoso, se pegar um cara que conhece seus passos de indefinação na hora de um jab ou o recuo na defesa, pode acontecer do Roger se perder naquele momento e este erro causar sua derrota. Mas, o que gostaria de deixar para todos é que se todos os lutadores do verdadeiro Jiu-Jitsu colocar o que sabem no Dojo, eles serão sumariamente os melhores e imbatíveis em quaisquer eventos no mundo do MMA. No caso do Damian, ele quis colocar em pratica o que estava aprendendo a fazer, simplesmente o que seu adversário Anderson Silva sabe fazer, pois é só o que ele sabe fazer(não sei quem deu a faixa-preta de jiu-Jitsu àquele cidadão), pois de chão ele só sabe ficar em pé. Espero que alguém derrote-o e derrube sua “marra”.
    Mas, valeu muito Roger, tenho certeza de grandes conquistas.
    Você está sendo Roger Gracie, o espelho para muitos garotos que amam o Jiu-Jitsu aqui em PE.
    ABRAÇOS E PARABÉNS!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *