Fotos e detalhes do Brasileiro 2010

Share it

O Campeonato Brasileiro de Jiu-Jitsu, que terminou no último final de semana, no Rio de Janeiro, contou com verdadeiros guerreiros. Mesmo antes das finais, não faltaram disputas acirradas nas áreas de luta montadas no Tijuca Tênis Clube.

No Galo, Bruno Malfacine (Alliance) detonou dois adversários antes de conseguir três passagens de guarda na final, contra Felipe Costa (Brasa). Já Guilherme Mendes (Atos)  finalizou a primeira com um triângulo e derrotou Bernardo Pitel com uma passagem de guarda e pegada de costas para depois derrotar Gabriel Moraes (Monteiro), na decisão do pluma, também com uma pegada de costas.

No pena, o campeão Rafael Mendes (Atos) fez um total de quatro lutas. Antes da final contra Cobrinha, finalizou a primeira com um estrangulamento das costas, a segunda com um armlock e bateu Theodoro Canal por 6 a 2. No leve, Gilbert Durinho (Atos) não teve vida fácil. Nos cinco combates que fez, teve de passar por pedreiras como Helder Bob Sponja, que finalizou com uma chave omoplata invertida, e Augusto Tanquinho na semifinal, por 3 a 1 nas vantagens. Na final encarou Jonathan Torres (Lloyd Irvin) e, com o empate em 4 a 4, levou a melhor por 3 a 1 nas vantagens.

O médio a festa foi da dupla da Barbosa Tiago Alves e Murilo Santana. Alves fez quatro combates e derrotou na semifinal Luis Gustavo, o Guga da CheckMat. Já Murilo fez três lutas. Na semifinal, finalizou a pedreira Victor Bonfim (Gordo). No meio pesado, nem o dente quebrado no dia anterior, no absoluto, atrapalhou Tarsis Humprheys. O atleta da Alliance fez um total de quatro lutas. Na semifinal finalizou o duro Rodrigo Fajardo com um estrangulamento. Do outro lado vinha Nivaldo de Oliveira (CheckMat), que deixou pelo caminho pedreiras como Eduardo Telles. Na final, Tarsis quedou, raspou e recebeu dois pontos por punição para vencer por 6 a 4.

O pesado foi cheio de pedreiras. Neste caíram os dois finalistas do absoluto. Bernardo Faria foi superado por Alexandro Ceconi (Rilion Gracie) com uma passagem de guarda. Já Rafael Lovato perdeu para Léo Nogueira (Alliance) na decisão, depois do empate em 2 a 2. Na final, Ceconi quedou e passou a guarda para ficar com o ouro. Thiago Gaia (Nova União) vinha batendo na trave, mas, este ano, garantiu o ouro no Brasileirão. Finalizou Paulo Tarcísio na decisão com um estrangulamento da imobilização norte-sul. Já Rodrigo Cavaca finalizou todos os três oponentes para subir ao pódio no pesadíssimo, mesmo o duro Igor Silva (Brasa), que vinha de um triunfo de 13 a 2 contra Antonio Peinado. Na Final, Cavaca pegou na chave de pé.

Depois da campanha de sábado (ver aqui), Bernardo Augusto ficou por cima e passou a guarda de Rafael Lovato para vencer novamente um absoluto, assim como fez no Pan de Jiu-Jitsu.

Para saber todos os resultados clique aqui.

Confira abaixo a galeria de fotos do domingo no Campeonato Brasileiro:

[flickr set=72157623955263915]

Ler matéria completa Read more
There are 4 comments for this article
  1. isaias bsb at 9:05 pm

    Caraca meu!!!!! Como Tarsis conseguir perder esse dente???? algum explica por favor!!!! alem de plano de saude lutador de JJ tem que ter plano odontologico??? kkk Lana A.(Alliance) pegou uma pedreira enorme literalmente falando na final kkkk mas ela tem gaz pro mundial sem duvida!!!!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *