Tanquinho, mais um para complicar a vida no peso leve

Share it

Tanquinho comemora a vitória contra Bruno Frazatto no Rio Open. Foto: Carlos Ozório

Faixa-preta casca-grossa, Augusto Mendes, o Tanquinho, está recuperado de uma cirurgia no cotovelo e volta a competir para atrapalhar mais ainda a vida dos atletas da categoria leve no Jiu-Jitsu.

“Estou voltando às competições! Irei lutar o New York Open no dia 5 de maio. Será a minha primeira competição após a cirurgia. Fiquei cinco meses parado e voltei aos treinos tem dois meses. Já me sinto apto a voltar a competir!”, comemora com o GRACIEMAG.com.

“Tenho treinado muito com mestre Alvaro Mansor e com meus companheiros da Soul Fighters. Estou correndo atrás do tempo perdido e volto pronto para brigar pelo titulo de qualquer competição que aparecer! Mas meu foco principal é o Mundial. O NY Open será para ganhar ritmo. Depois irei lutar o Brasileiro, competição que o pessoal da Soul Fighters vai entrar em peso. O Brasileiro é lá no Tijuca Tênis Clube, onde inclusive ministro aulas”, conta Tanquinho.

Tanquinho em ação no Rio Open. Foto: Carlos Ozório

Nas últimas competições que lutou, o Rio Open e o Brasileiro de Equipes, Tanquinho venceu. E, mesmo parado, não ficou longe dos dojôs. Além de ser professor, é um dos árbitros principais da IBJJF. Ele conta como fez no tempo no estaleiro.

“Aproveitei para fortalecer a minha mente e estudar novos movimentos. Sei que a categoria leve faixa-preta só tem pedreira, mas acho que já provei que tenho condições de chegar ao título e que posso ganhar de qualquer um. Tenho treinado bastante para estar preparado para enfrentar qualquer um em qualquer situação”, avisa.

Por onde passa, seja arbitrando ou lutando, do Rio de Janeiro a Abu Dhabi, Tanquinho faz amizades. O lutador agradece o apoio da galera no tempo em que esteve parado.

“Gostaria só de agradecer as milhares de mensagens de carinho que recebi de todos os lugares do mundo torcendo pela minha recuperação. Isso só me deu mais força e motivação para voltar aos treinos! Também agradeço à Mazwar, que está me possibilitando lutar no NY Open”, encerra.

Quer lutar o NY International Open? As inscrições terminam sábado, então clique aqui.

Ler matéria completa Read more

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *