Confusão em Nashville terá investigação

Share it

Jake após a confusão generalizada. Foto: Esther Lin

Cesar Gracie é treinador de dois dos lutadores que defenderam com sucesso o cinturão do Strikeforce, no último sábado, em Nashville: Gilbert Melendez, que bateu Shinya Aoki, e Jake Shields, vencedor contra Dan Henderson.

Entretanto, quando era apenas para comemorar, uma coisa aflige Cesar: “Meu maior problema com o que aconteceu é o desvio da atenção das lutas. Dois dos meus melhores atletas tiveram performances magistrais e só se fala da ‘luta’ pós-luta”, diz Cesar ao MMAJunkie, referindo-se a toda confusão iniciada por Jason Miller (ver aqui). 

“Isso não ajuda ninguém. Ninguém é pago para lutar após as lutas”, desaprova o treinador. 

Entretanto, Cesar minimiza o ocorrido. Lembra que foi num jogo de hockey recentemente e que houve três brigas entre os jogadores. Que, apesar de reprovar o ocorrido, pode acontecer em qualquer esporte. 

“Agora é deixar baixar a poeira. Essas coisas acontecem. Vamos aprender com isso e não fazer novamente.”    

A confusão pegou muito mal e a Comissão Atlética do Tenessee, dirigida por Jeffrey Mullen, vai investigar e pode punir os envolvidos. Além de Shields e Miller, também estavam no octagon Nick Diaz, Gilbert Melendez e o lutador do UFC Nate Diaz.

Ler matéria completa Read more

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *