Maior Pan de todos celebra a festa do Jiu-Jitsu

Share it

Fotos: Ivan Trindade

A mãe filma a luta do filho. Sozinha. Quando ele vence, ela levanta um braço, punho cerrado, mas não perde o quadro.

O professor berra. A namorada filma, mas não entende bem o que está acontecendo. O amado luta e ela fica de olho no tatame e de câmera na mão. No fim, pergunta o resultado para o professor e fica um pouco triste ao saber que o amado perdeu.

Ainda na área de aquecimento, após serem chamados para lutar, os dois faixas-brancas se cumprimentam.

–       Como você se chama?

–       Rigo.

–       Prazer, eu sou Stanford. Boa luta.

–       Obrigado, para você também.

No tatame, Stanford, que inclusive tem cara de professor, mostra que está afiado e vence com um armlock certeiro antes um minuto de combate.

O pai chega irado à mesa central do campeonato. Xinga, reclama e pede explicações. Ele e o filho chegaram por volta das 17hs para lutar, mas a categoria aconteceu às 12h45 e não às 18hs, como pensavam. O pai procura um culpado para a decepção do rebento, que não seja a própria desatenção.

A mãe e o irmão vieram ver  o outro irmão lutar. Entre um combate e outro, conversam sentados nas arquibancadas, enquanto a mãe, zelosa, remenda a sapatilha de balé, talvez da filha que ficou em casa.

O professor brasileiro se esgoela para orientar o aluno americano faixa-branca. Se o pupilo ainda engatinha na arte suave, o mestre precisa aperfeiçoar a fluência na língua de Shakespeare . Diz coisas como:

–       Agora you have to pass the guarda!

Os dois agentes da segurança do ginásio conversam:

–       Nunca vi uma arte marcial como essa.

–       Não é judô?

–       Não, judô é em pé.

O 15o campeonato Pan-Americano de Jiu-Jitsu começou nessa quinta-feira, 08 de abril, no Bren’s Events Center, dentro da Universidade da Califórnia, em Irvine, no Orange County.

O primeiro dia foi dedicado inteiramente aos faixas-brancas e azuis. No total, são mais de 2800 atletas e entre eles por volta de 300 faixas-pretas. Para se ter uma idéia do que tais números significam, a IBJJF estreou novo local já pensando em como dar espaço para tanta gente.

–       A tendência é o número crescer em 300 inscritos a cada ano, – revelou Judson Borges, supervisor da Federação.

Marcelo Siriema, diretor de competições, completa:

–       Se você olhar o cronograma, vai ver que o domingo do Pan será inteiramente dedicado aos faixas-pretas. São oito áreas de luta. Acho que nunca tivemos isso antes.

Até domingo, como diria o Rei, serão muitas emoções, de anônimos e de estrelas, jovens ou idosos, homens e mulheres.

O GRACIEMAG vai trazer todos os detalhes do campeonato mais popular do calendário anual do Jiu-Jitsu. Fique ligado.

Confira a galeria do primeiro dia do Pan 2010.

[flickr set=72157623812584146]

Ler matéria completa Read more
There are 3 comments for this article
  1. maria amelia de freitas at 3:31 pm

    suo a Mae do Professor Rafael de Freitas, o criador do Barateoplata estou no Brasil mas estou torcendo muito pele meu filho. De mil beijos nele, espero que ele seja campeão este ano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *