Um bate-papo com Marco Joca “Piu-Piu”

Share it

Nos tempos de competição, Piu-Piu brilhava nos dojôs. Foto: Arquivo GRACIEMAG

Competidor casca-grossa, hoje Marco Joca, o Piu-Piu, dedica a maior parte do tempo ensinando o que aprendeu em anos de treinamentos e competições, além da difusão da Gracie Barra através das Escolas Premium. Neste bate-papo, o faixa-preta carioca que hoje mora na Califórnia comenta sobre as ambições da GB e explica a mudança de filosofia do lutador que vira professor. “Há alguns anos atrás eu decidi colocar o meu tempo em projetos que iriam ajudar o crescimento da GB, em vez de trazer medalhas para o time”, diz Piu-Piu.

Qual a importância de uniformizar o trabalho em todas as filiais Gracie Barra em cima de todo o planejamento proposto no sistema Escolas Premium?

Não existe organização sem o mínimo de uniformidade e padronização. O objetivo do Mestre Carlos Gracie Jr. é uma expansão organizada da Gracie Barra para que a nossa organização possa dar a sua contribuição máxima ao ensino do Jiu-Jitsu de qualidade ao maior número de pessoas possível.  A uniformização é uma ferramenta e uma etapa fundamental desse objetivo maior de contribuir para o crescimento da nossa arte.

Marco Joca Piu Piu

Como está a aceitação desse sistema na sua escola, nos Estados Unidos?

Excelente! Como os sistemas são criados pra ajudar as escolas a crescerem e oferecerem um ensino de qualidade, todos estão muito satisfeitos com o resultado.

Você foi campeão mundial com um estrangulamento da guarda na final. Enfim, uma posição básica, prova de que a base deixa o Jiu-Jitsu forte. Isso também é uma proposta da Escola Premium. Fale disso:

Foi sim, na faixa roxa, no mundial de 2000. Na Gracie Barra o ensino foi sempre focado para formar alunos completos em todas as áreas do Jiu-Jitsu. O Mestre Carlos Gracie Jr. sempre focou na mentalidade do Jiu-Jitsu como arte suave e estilo de vida, onde a simplicidade anda lado a lado com a eficiência. Por isso, acreditamos que o Jiu-Jitsu é para todos: grandes, baixos, fortes, fracos, homens, mulheres, crianças, idosos… A proposta de um currículo enfatizando os movimentos e técnicas básicas do Jiu-Jitsu sempre esteve presente da Gracie Barra e continua até hoje nas Escolas Premium. Além disso, a Associação Gracie Barra vem desenvolvendo sistemas de gerenciamento de escolas usando o mesmo principio. Sistemas esses que vêm sendo usados pelas Escolas Premium com muito sucesso!

Já que falamos em competição, pensa em fazer uma luta em algum evento novamente? Como está isso?

Pensar eu sempre penso. Mas, na realidade da minha rotina voltada para o crescimento da Gracie Barra, fica muito difícil encontrar o tempo para fazer a preparação e o treinamento adequados. Há alguns anos atrás eu decidi colocar o meu tempo em projetos que iriam ajudar o crescimento da GB, em vez de trazer medalhas para o time. Estou muito satisfeito com o resultado desses projetos e com o crescimento sólido dessa família pelo mundo!

Ter lutado é importante para ser professor? É essencial?

Acredito ser importante caso você seja um professor com o intuito de formar competidores dentro da sua escola. O Jiu-Jitsu usado em competição tem os mesmos princípios básicos de alavanca, equilíbrio, uso do peso, uso das pegadas e etc. Porém, a velocidade, o psicológico, a forma física e alguns outros fatores são diferentes do Jiu-Jitsu de academia. Uma analogia boa seria o corredor de 100 metros contra o corredor de maratona. Ambos estão correndo, porém o treinamento para cada modalidade tem suas diferenças. Acredito que a competição seja um bom teste para o atleta avaliar o seu potencial dentro daquelas regras, mas, sinceramente, isso cobre apenas uma pequena parte de tudo o que o Jiu-Jitsu tem a oferecer ao ser humano.

Qual a importância do Jiu-Jitsu na sua vida?

Aos 6 anos de idade eu já estava no tatame assistindo ao meu irmão mais velho treinar. O Jiu-Jitsu se tornou a minha vida, tudo o que eu faço é em torno dele e da Gracie Barra. Acredito fielmente que o Jiu-Jitsu transforma as pessoas em melhores seres humanos, sou fã numero 1 do conceito de que o mundo seria muito melhor se todos praticassem o Jiu-Jitsu. Por isso, um dos principais ideais da minha vida é ajudar no crescimento mundial da Gracie Barra e na meta de ser criada uma escola GB em cada cidade do mundo!

Ler matéria completa Read more

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *