Demian Maia, um fã de Anderson Silva

Share it

Demian Maia. Foto: Josh Hedges

O destino quis que Demian Maia fosse o próximo desafiante ao cinturão de médios do UFC. Para isso, uma série de fatos conspirou a favor. O primeiro dependeu do próprio lutador: se recuperou do revés para Nate Marquardt e venceu Dan Miller no UFC 109. Na mesma noite, um dos principais postulantes ao cinturão, o próprio Marquardt, foi surpreendentemente derrotado por Chael Sonnen, que ficou em segundo na fila pelo Aranha. Segundo porque o combate do dia 10 de abril, no UFC 113, em Abu Dhabi, era programado para ser contra Vitor Belfort. Entretanto, o ‘Fenômeno’ acabou se contundindo, um caso cirúrgico. Com isso, as portas se abriram para Sonnen, mas este abriu cortes profundos no rosto, no desafio contra Marquardt, e não estaria recuperado a tempo. Sendo assim, pela ordem de merecimento nos critérios da organização, a bola da vez é Demian Maia, que está em destaque na revista NOCAUTE #86, nas melhores bancas. 

Demian e Anderson, apesar de terem diversas amizades em comum, não são lá muito amigos. Apesar disso, o desafiante não deixa de elogiar o oponente.   

“Sempre fui fã dele como lutador. Como pessoa não, pelos ataques que ele me fez gratuitamente. Não sou fã dele na parte pessoal como sou do Minotauro, Cigano ou Wanderlei. Mas, como atleta, vou continuar sendo, independentemente do que aconteça na luta. Ele é excelente. Fico feliz quando ele ganha e torço por ele. Confesso que contra o Thales Leites (UFC 97) não torci para ele. Mas, em várias outras disputas de título, torci. Não tenho problema nenhum. Sou bem frio quanto a isso”, diz. 

Para saber toda a trajetória de Demian Maia até a chance pelo cinturão do UFC, a infância, início nas lutas, Jiu-Jitsu e MMA, garanta o seu exemplar da NOCAUTE agora.

Ler matéria completa Read more
There are 2 comments for this article
  1. Robson Rodrigues at 3:01 pm

    Demian ficou chateado porque o Anderson disse que ele era um grande “marqueteiro”. Na época Anderson via um caminho muito longo para o Demian percorrer e enfrentá-lo pelo título. Ou seja, Demian ainda tinha muito o que aprender, antes de desafiá-lo. E Anderson estava certo, a julgar pela forma ingênua que Demian atacou Nate Marquardt e recebeu um contragolpe fulminante. Sou fã do Demian pela sua técnica no chão e até pela sua compostura como atleta e pessoa, mas dificilmente conseguirá colocar o Anderson no chão e em pé o “Aranha” é enjoado.

  2. José Neto at 6:11 am

    Demian ou qualquer outro. Não vejo a hora de alguém derrotar o Anderson que já está mais do que na hora de ser derrotado e baixar um pouco a bola. Anda se achando muito este aranha!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *