Pan: Alliance quer tomar bases da Gracie Barra

Share it

Uma das coisas que fascinam no Jiu-Jitsu é ser um esporte individual encarado como modalidade coletiva. É assim que, enquanto milhares de praticantes hoje estão treinando isoladamente pensando no Pan (fora outros que ainda nem sabem que vão lutar), as equipes também traçam seus planos para conquistar o torneio, de 8 a 11 de abril. (Quer se alistar? Inscreva-se aqui.)

Jacaré e Cobrinha apostam que o time está pronto. Fotos: Alliance Atlanta/Divulgação.

Nos últimos cinco anos, a categoria adulto tem sido dominada pela Gracie Barra, que venceu em 2006, 2007 e 2009. Mas a campeã de 2008, a Alliance, aposta numa retomada do troféu.

“O exército da Alliance está pronto para invadir a Califórnia”, esquenta o clima o mestrão Romero “Jacaré” Cavalcanti, em e-mail enviado do QG da equipe em Atlanta, Geórgia. Trocando a farda pelo kimono, Jacaré tem ajudado a traçar a tática da equipe de dentro do tatame, onde tem treinado com o time.

“Nossas tropas estão prontas para a batalha de Irvine”, continua o mestre. “Os treinos tanto em São Paulo quanto em Atlanta estão na fase final, e a todo vapor.  A confiança é total nos nossos alunos. No último Mundial, o pessoal da academia aqui de Atlanta fizeram sozinhos quase 40 pontos, de um total de 132 pontos que a Alliance marcou”.

“Acredito que poucas academias atingiram essa marca (de 40 pontos), então as expectativas são as melhores. Os treinos estão pegando fogo aqui e está sobrando até pra mim”, brinca.

“Esta semana chegam Lucas Lepri, Rafael Rosendo e alunos de todas as associações da equipe para o nosso camp. Todos estamos em busca do mesmo objetivo, que é o de ajudar a equipe a ser campeã no Pan, e depois buscar o Grand Slam com o Mundial”, explica o comandante-em-chefe.

“Do Brasil, chegam Bruno Malfacine, Michael e Michel Langhi, Sergio Moraes e outras grandes estrelas da equipe. De Atlanta, vamos  com Cobrinha, Ian, Alec, Darren, Jamanta, Jeff e outros que já tem experiência e bons resultados nas principais competições da IBJJF. Após ganharmos o Europeu e o Mundial (por dois anos seguidos) sei que somos a equipe a ser batida, mas com todo respeito às outras equipes, vamos entrar sempre para ganhar. São quase 30 anos de tradição que carregamos, e não podia ser diferente. Com a reformulação da equipe e renovação através dos anos estamos mais fortes e unidos do que nunca”, despede-se Jacaré.

Ler matéria completa Read more

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *