Cobrinha luta o Pan e garante: “É meu último ano como atleta”

Share it

Quem acompanha @CobrinhaCharles no twitter deve ter desconfiado, mas o GRACIEMAG.com foi atrás do tetracampeão mundial Rubens Charles Maciel para confirmar as suspeitas. E a resposta foi sim, Cobrinha é mais um faixa-preta confirmado no Pan de Jiu-Jitsu 2010. (Ainda não está dentro? Inscreva-se aqui com desconto, até esta segunda-feira.)

Já são quase 50 faixas-pretas confirmados na categoria adulto, e o peso-pena de Cobrinha promete. Além dos já garantidos Christopher Story, Guilherme Lyra, Marcelo Brandão, Gustavo Carpio e Sasa Yukinori, feras como os irmãos Mendes, Mario Reis, Wellington Megaton e o campeão brasileiro Marcelino Freitas, que está treinando com Vitor Shaolin em Nova York, devem vir forte.

Rubens sabe que a briga é boa, e treina para manter seu título e conquistar o tetracampeonato pan-americano na preta. “Sim, estou treinando para o Pan para chegar lá e fazer aquela força”, ri ele. “Mestre Romero Jacaré já está puxando meus treinos na Alliance Atlanta, afinal este ano será meu útimo lutando, então quero lutar o Pan e o Mundial e depois me dedicar somente à carreira de professor. O pouco que eu sei quero dividir com meus alunos”.

É tetra! Cobrinha contra Bruno Frazatto na final do Mundial 2009, em foto de Ivan Trindade. O professor da Alliance luta em abril por mais um tetra.

Cobrinha admite que a aposentadoria não será uma decisão fácil.

“Sei que não vai ser nada fácil para mim não lutar os campeonatos, pois sou um competidor nato. Até quando jogo bolinhas de gude eu me dedico para dar o meu melhor, sempre fui assim em toda minha vida. Eu não sou melhor que ninguém, mas sempre vou à procura da perfeição, algo quase impossível. Como hoje você tem que ser 100% profissional nos treinos, a gente acaba abdicando de muitas coisas para focar exclusivamente nos treinamentos. Mas que fique claro, nada tenho a reclamar, sou muito feliz pelo pouco que fiz no Jiu-Jitsu. E com certeza vou brigar muito este ano nos campeonato, pois sei que não vai ser fácil, como aliás nunca foi!”, conclui o dedicado atleta.

Ler matéria completa Read more
There are 9 comments for this article
  1. zezinho magalhães at 9:12 pm

    Pôôôôxa Otávio Souza é o atual campeão panamericano peso, e atual vice absoluto e vcs nem citam o nome da fera, ?????

    • Marcelo Dunlop at 9:58 pm

      Oi Zé, boa sugestão, certamente vamos falar com o Otavio Sousa, que tem treinado na Gracie Barra America ali pertinho de Irvine, o palco do Pan, e provavelmente vai lutar este ano com uma boa torcida. Mas a reportagem era com um peso-pena, e não apenas um campeão do ano passado, mas um tricampeão do Pan. Respeita o bicho (risos). Forte abraço!

  2. zé beto at 8:09 am

    Rubens charles “o cobrinha” é mais um exemplo do descaso com os atletas em nosso país.

    Será que se ele tivesse um apoio maior ele iria parar de competir? Por que pela idade não é, vejam o gurgel ai com 40 e tocando o terror na molecada, ele esta parando por que precisa de dinheiro assim como todo mundo que para de competir o jiu-jitsu esportivo, medalha nao paga colegio de filho nem coloca comida na mesa.

    Uma pena ver cobrinha se aposentando por que pra mim ele é sinistro um excelente atleta. Não sou aluno dele muito menos torço pra alliance (minha rival) mas admiro e respeito seus atletas e vejo que isso é ruim para o nosso esporte. Se voce não é jogador de futebol no brasil, voce nao consegue viver de outro esporte, temos varios atletas que são e foram campeoes em outros esportes e hoje passam fome, fica aqui meu desabafo com o desrespeito para com todos nós, atletas ou nao, amantes ou apenas simpatizantes do unico esporte 100% brasileiro. osssssssss

    • Marcelo Dunlop at 1:47 pm

      Fala Zé Beto, o que Cobrinha tem declarado, nessa nota inclusive, é que o preparo e treino de alto nível tem tirado seu tempo e energia para ensinar aos alunos. Não tem tanto a ver com dinheiro, afinal Cobrinha tornou-se um professor respeitado (e bem pago) graças a seus extraordinários resultados no Jiu-Jitsu. As conquistas e medalhas não apenas ajudaram a por “comida na mesa” deste grande atleta, mas gravaram seu nome na história do esporte, na minha opinião. O que ele quer agora é um merecido descanso, e tempo para formar outros Cobrinhas.

  3. Manuel Rodrigues, at 5:40 pm

    Manuel Rodrigues (Olheiro do jiu jitsu)

    Fala Zezinho Magalhaes.

    Primeiramente o Otavio Sousa nao possou a guarda do Cobrinha e sim ganhou por 2 pontos no final da luta, ainda que ele teve uma ajuda extra. Eu nao sou atleta profissional mas eu o acompanho os resultados.

  4. zezinho magalhães at 1:05 pm

    Fala Manoel Rodrigues, realmente Tavinho não passou a guarda de Cobrinha eu me enganei, mais essa onda de ajuda extra não existe, tanto Otávio como Cobrinha treinam muito e devem estar preparado para qualquer situação durante uma disputa e dessa vez Tavinho foi melhor rsrsrs…

  5. Mauricio Cristo at 7:35 pm

    O cobrinha é muito bom e eu adoraria ver a luta dele com o rafael mendes sem tempo sinceramente eu acho que o cobrinha tem muito mais jiu jitsu que ele um abraço a todos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *