Jake Shields: “Entre Anderson e GSP, escolheria GSP”

Share it

Jake Shields vai fazer a luta de sua vida contra Henderson. Fotos de Esther Lin.

Atual campeão peso médio do Strikeforce e invicto desde 2004, Jake Shields vem impressionando com uma sequência de 13 triunfos consecutivos no MMA. Ele agora terá a fera Dan Henderson pela frente, no dia 17 de abril, e entende que a luta é um ponto de guinada para sua carreira.

Velho amigo de Chuck Liddell, o faixa-preta de Cesar Gracie conversou com o correspondente do GRACIEMAG.com Nalty Jr. e, em 23 perguntas, falou sobre o StrikeForce, a participação no TUF 11 e muito mais.

1) Com toda essa pressão de lutar contra Dan Henderson ao vivo na CBS, o que é mais difícil?
Não estou pensando em nada. Só estou focado nos meus treinos agora e só paro depois que vencer essa luta no StrikeForce.

2) Você é lutador do StrikeForce, mas, depois da luta contra Henderson, seu contrato acaba. Pensa em ir para o UFC e lutar contra caras como Anderson Silva ou Georges St-Pierre?
Sou um lutador que pensa num adversário de cada vez e a minha próxima luta é no Strikeforce contra Hendo. Quando se fala em caras como Anderson Silva ou St-Pierre, os melhores do mundo, é claro que quero lutar com eles. Quero ser o melhor do mundo, e para ser o melhor tenho que vencer o melhor.

3) O presidente do UFC, Dana White, costuma dizer que o Strikeforce é a segunda divisão do MMA. O que você acha desse tipo de comentário?
Na minha opinião tanto UFC quanto StrikeForce são eventos de alto nível. São dois shows de MMA de primeira linha, muito bons para lutadores e fãs. Não existe motivo nem razão para que exista somente um evento principal de MMA no mundo. O UFC tem mais tempo no mercado e com isso acaba tendo mais lutadores de elite, mas o  StrikeForce tem muitos lutadores talentosos e alguns tops do mundo.

4) Quando você começou a treinar Jiu-Jitsu?

Comecei a treinar Jiu-Jitsu e MMA em 2000 com o Chuck Liddell, mas na verdade nem eu nem ele sabíamos muito Jiu-Jitsu naquela época. Com Chuck era mais treino de MMA, então só depois de um tempo fui treinar Jiu-Jitsu com Cesar Gracie em San Francisco, e continuo treinando com ele até hoje.

5) Como você vê o crescimento do MMA nestes dez anos?
Coisa de maluco! O esporte mudou tanto em dez anos, que antes os lutadores entravam nessa carreira pelo esporte, ninguém tinha dinheiro. Hoje ninguém está nem aí para o esporte, é tudo pelo dinheiro. Hoje o esporte é muito mais popular, com mais dinheiro envolvido.

6) Você é lutador do Strikeforce mas participou do The Ultimate Fighter 11, o reality show do UFC, como um dos técnicos da equipe do Chuck Liddell. Como foi isso?
A verdade é que Chuck é um grande amigo meu e ele estava precisando de um técnico de Jiu-Jitsu para a equipe dele, ele me ligou e aceitei o convite. Como eu poderia dizer não a um amigo? Aproveitei e fui dar uns treinos lá em Vegas. Eu me dou muito bem com todos do UFC, assim como com o StrikeForce. Foi super tranquilo.

O que aconteceu foi que Chuck ficou tão famoso, tão popular que acabou perdendo a motivação para treinar. Ele não conseguia andar na rua” Jake Shields


7) Como são os treinos com craques como os irmãos Nick e Nate Diaz, e Gilberto Melendez?

Treino muito com eles, principalmente Jiu-Jitsu. Os treinos são muito puxados. Somos amigos, e ao mesmo tempo somos todos lutadores  muito competitivos, o que deixa os treinos ainda mais pesados. Sempre puxamos um ao outro até o limite e nos ajudamos muito o tempo todo.

8) Você treina na Califórnia, mas passou um tempo agora treinando em Las Vegas. Como foi essa temporada?
Boa, passei seis semanas treinando com Robert Drysdale em Vegas, e agora retornei para meu camping na Califórnia. Foi uma experiência boa, Robert Drysdale é um cara fenomenal e seu Jiu-Jitsu é de outro nível. Foi divertido, e ainda treinei com Chuck Liddell e outros caras cascas-grossas.

9) Liddell continua treinando sério?
Ele está bem, tinha um tempo que não o via. Acredito que agora tenha recuperado a motivação de antes. Na minha opinião, o que aconteceu foi que ele ficou tão famoso, tão popular que acabou perdendo a motivação para os treinos. Ele não conseguia andar na rua. Agora ele está motivado e parece que as coisas vão voltar ao que era, ele está com fome de nocaute. Chuck ama lutar, perdeu algumas lutas e agora quer voltar ao Octagon e mostrar para todos que continua a ser um dos melhores do mundo.

10) Acha que uma luta contra Tito Ortiz no UFC será uma boa para Liddell?
Sim. Chuck ama lutar. Ele perdeu algumas lutas e agora quer voltar ao Octagon e mostrar para todos que continua a ser um dos melhores do mundo.  Com certeza ele é um cara super competitivo e lutar contra o Tito dá mais motivação para ele chegar lá e vencer.

Shields montado em Miller, na luta em que garantiu o cinturão do StrikeForce.

11) Como seria o evento de MMA dos seus sonhos?
Eu uniria o StrikeForce e o UFC, e faria um evento com os campeões de lá contra campeões de cá. Melendez x BJ Penn, Diaz x GSP, Mousasi x Machida, Fedor x Lesnar, eu x Anderson. Seria um card fantástico!

12) Se pudesse escolher entre lutar contra Anderson ou GSP, quem escolheria?
Acredito que escolheria o St Pierre, pois ele tem o meu peso natural. De qualquer jeito é uma luta difícil. GSP é um lutador completo em pé e no chão. Mas é por isso que quero lutar com ele, esse é o desafio. Quero testar minhas habilidades e ver o que acontece.

13) Sua família gosta de assistir a suas lutas?
No início da minha carreira não, mas depois passaram a gostar tanto que não perdem de jeito nenhum, tanto que meu pai virou até meu manager.

14) Como foi sua infância nas montanhas de Sierra Nevada?
Eu era aquele garoto que sempre se metia em confusão, brigava com outros moleques. Sempre tive muita energia quando criança, então praticava esportes como snowboarding e mountain bike para tentar ficar longe das brigas nas ruas. Mas quando decidi me dedicar à carreira de lutador, acabei mantendo de vez esse problema na minha vida (risos).

15) O que acha da luta entre seu amigo Gilbert Melendez e Shinya Aoki, no Strikeforce?
Aoki é um lutador muito bom, talentoso e perigoso, mas acredito que o Melendez vai vencer essa luta.

16) Qual é a arte marcial mais importante no MMA atual?
Hoje em dia não tem como pegar um só tipo de arte marcial como mais importante no MMA. Há um tempo atrás, seria o Jiu-Jitsu o melhor, mas hoje em dia, com o trabalho que tem sido feito em cima do condicionamento físico, treino com quedas e todo um estudo do esporte, fica difícil. Cada vez mais o nível técnico dos lutadores fica mais completo e não tem como focar em um só estilo de luta.

17) Que lutador você mais admira no MMA e por quê?
Tem muitos caras, mas o maior de todos é o Chuck Liddell, porque ele foi o primeiro cara com quem treinei, quando tinha apenas 20 anos. Naquela época, ele já tinha alcançado prestígio como lutador e eu queria seguir os passos dele para chegar lá, apesar de termos estilos diferentes.

18) O que acha de Fedor Emelianenko?
Fedor é um lutador sempre calmo, mesmo quando está perdendo. Ele quase perdeu essa última luta para o Rogers, mas o mais sinistro é que ele sempre acaba achando um jeito de vencer. Eu gosto muito do Fedor como lutador, não sei se na parte comercial ele está tomando a decisão certa. Me amarro em assistir às lutas dele, principalmente contra lutadores top. Espero que ele ainda fique muito tempo no topo. O StrikeForce tem ótimos lutadores na categoria de pesados, então vamos esperar pra ver quem será o próximo adversário dele.

19) Na sua opinião, quem é o melhor da atualidade?
É muito difícil dizer um único lutador que ocupe esse posto. Eu acho que St-Pierre, Fedor e Anderson Silva são os que realmente se encaixam nessa posição. Mas sou fã de vários lutadores. Meus lutadores preferidos de todos os tempos são brasileiros. Gosto do Shogun, dos irmãos Nogueira, do Machida e, claro, do Anderson.

20) O que espera da luta entre Anderson Silva e Demian Maia em abril?
Vai ser uma luta interessante. Eu aposto no jogo em pé do Anderson, mas o Demian Maia no chão vai ser difícil de segurar.

21) E sobre Machida x Shogun?
Essa também é difícil de falar. Mas acho que Shogun vai ganhar. Na minha opinião, ele ganhou a primeira luta. Vai ser uma luta equilibrada, mas Shogun vai encontrar o caminho da vitória.

22) Quais os seus planos para o futuro?
Eu estou focado em vencer uma luta de cada vez. Agora estou concentrado para enfrentar o Dan Henderson e depois dessa luta meu contrato com o StrikeForce acaba. Vou conversar com o Strikeforce e com o UFC para descobrir para qual deles vou trabalhar.

23) O que tem a dizer para seus fãs ao redor do mundo?
Se você realmente quer se destacar como lutador profissional, treine muito, mas treine pesado, todos os dias. Muita gente não realiza o trabalho que é se tornar um lutador profissional. Tem que ir para a academia dia após dia, ano após ano. Se tornar um lutador top é algo que requer anos de treino e dedicação.

Ler matéria completa Read more

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *